Portugal

Capitão do Rio Ave consegue título de mestre com dissertação sobre sucesso defensivo

Ver um jogador se formando em um curso superior é raro, mas já vimos acontecer algumas vezes. Mas e um jogador tirar o título de mestrado? Foi o que aconteceu em Portugal. Ricardo José Vaz Alves Monteiro, conhecido como Tarantini, é o capitão do Rio Ave, um meia ofensivo e que, aos 31 anos, conseguiu a façanha de tornar-se mestre em educação física, mesmo com a carreira de jogador ainda em andamento.

VEJA TAMBÉM: 11 brinquedos baseados em futebol que fizeram parte de sua infância (ou deveriam)

Embora seja um meia ofensivo, a sua dissertação trata sobre defender. O título do trabalho é “Sucesso defensivo no futebol: análise de tendências espaço-temporais no passe entre linhas” e foi apresentado na Universidade da Beira Inteiror, em Covilhã. O mais curioso é que o jogador foi o pequisador e o próprio objeto de estudo. Ele realizou uma análise do seu próprio comportamento nas finais disputadas pelo Rio Ave contra o Benfica, pela Copa de Portugal. O estudo do jogador mostrou porque ele, Tarantini, e Filipe Augusto não pressionaram Rodrigo e Lima.

Depois de começar a carreira em 2001 no Covilhã, passou pelo Gondomar, Portimonense e desde 2008 defende o Rio Ave. É uma das referências do time, sendo o terceiro jogador com mais partidas com a camisa do Rio Ave no Campeonato Português na história, com 150.

Se está longe de ser um dos grandes jogadores do mundo na sua posição, Tarantini ao menos pode se orgulhar por estudar a sua própria profissão e aumentar a forma de analisar taticamente o futebol. O Rio Ave pode se orgulhar de ter em seu elenco um jogador com notório conhecimento tático do jogo. Não é para qualquer um.

Tarantini na apresentação do seu mestrado
Tarantini na apresentação do seu mestrado

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo