Olimpíadas

Convocação da seleção feminina para Olimpíada de Paris tem Marta e seis do Corinthians

Com ausências de peso, o treinador Arthur Elias divulgou as convocadas pela Seleção Brasileira Feminina para os Jogos Olímpicos de Paris 2024

Nesta terça-feira (2), o técnico Arthur Elias divulgou a lista das 18 jogadoras convocadas pela Seleção Brasileira Feminina para os Jogos Olímpicos de Paris.

O Brasil está no Grupo C e estreia nas Olimpíadas no dia 25 de julho, contra a Nigéria, em Bordeaux. As demais integrantes da chave são Japão e Espanha – essa a atual campeã mundial.

Além das 18 atletas chamadas pela Seleção, mais quatro jogadoras foram chamadas como suplentes, que podem substituir alguma convocada em caso de lesão antes do início dos Jogos.

Vale lembrar que, antes da convocação de Arthur Elias, o Brasil ficou sem a atacante Bia Zaneratto, que anunciou uma fratura por estresse sofrida na última sexta-feira (28), em partida do Kansas City Current, nos EUA.

Veja abaixo a lista de convocadas pela Seleção Brasileira Feminina para os Jogos Olímpicos de Paris.

Lista de convocadas pela Seleção Brasileira Feminina para as Olimpíadas

  • Goleiras: Lorena (Grêmio) e Tainá (América-MG)
  • Laterais: Antônia (sem clube), Tamires (Corinthians) e Yasmim (Corinthians)
  • Zagueiras: Rafaelle (Orlando Pride-EUA), Tarciane (Houston Dash-EUA) e Thais Ferreira (Tenerife-ESP)
  • Meias: Ana Vitória (Atlético de Madrid-ESP), Brena (Palmeiras), Duda Sampaio (Corinthians) e Yayá (Corinthians)
  • Atacantes: Adriana (Orlando Pride-EUA), Gabi Nunes (Levante-ESP), Gabi Portilho (Corinthians), Jheniffer (Corinthians), Kerolin (North Carolina Courage-EUA), Marta (Orlando Pride-EUA) e Ludmila (sem clube)

Ausências na Seleção

Além de Bia Zaneratto, alguns nomes já conhecidos da Seleção ficaram de fora, como Ary Borges, Debinha e Cristiane. Esta última, inclusive, por conta da idade, com 39 anos, faria provavelmente sua última Olimpíada. A jogadora esteve com a Seleção Brasileira para os amistosos de junho.

Cristiane está de fora da lista de Arthur Elias para Paris 2024.
Cristiane está de fora da lista de Arthur Elias para Paris 2024. (Foto: Icon Sport)

Cris é a 2ª artilheira da temporada atual do Brasileirão Feminino com 11 gols, atrás apenas de Amanda Gutierres, do Palmeiras, com 13. Perguntado na coletiva sobre o nome de Cristiane não estar na lista, Arthur disse que preferia falar das convocadas, mas entende a importância da jogadora.

“Em relação à Cris, eu entendo um nome como a Cristiane ser perguntado por vocês, ainda que eu espere e ache mais justo falar das atletas que estão convocadas do que as que não estão, mas claro que algumas jogadoras merecem, sim, que a gente comente com todo o respeito”, disse o treinador da Seleção.

Ao final, o técnico elogiou a jogadora e falou que, em caso de Copa do Mundo, com a possibilidade de convocar 23 atletas, era provável de ver o nome dela.

“E provavelmente, é difícil afirmar porque o critério seria outro, alguns critérios se modificariam, mas é provável que para uma Copa do Mundo, com 23 jogadoras, a Cristiane estivesse na lista. O fato dela estar com 39 anos, jogando em alto nível e estar nessa briga até o final, mostra a grandeza da Cris”.

Foco em fazer gols

Durante a coletiva, Arthur Elias explicou o motivo de, entre as 18 convocadas, 7 delas serem atacantes. Para o treinador, dado o desempenho do Brasil nos Jogos Olímpicos – a seleção não faz gol em mata mata desde Pequim 2008 – levar as 7 jogadoras é fundamental.

“O Brasil precisa passar de fase nas Olimpíadas e fazer gol no mata mata que a seleção brasileira não faz isso desde 2008”

Neste raciocínio, alguns torcedores reclamaram nas redes sociais por conta da ausência de Byanca Brasil, atacante do Cruzeiro que tem mais de 70 gols na atual temporada. Byanca também é bicampeã da Libertadores, primeiro com o Corinthians e depois com o Palmeiras.

A jogadora já teve passagem pela Seleção Principal em 2017 e chegou a ser convocada por Arhtur Elias para os amistosos no começo do mês de junho, mas acabou ficando de fora da lista de Paris.

Recentemente, Byanca viralizou nas redes sociais após gravar um vídeo na torcida do Cruzeiro em um jogo no Maracanã contra o Flamengo.

BYANCA BRASIL

Essa mulher é o maior ídolo do nosso time feminino, ela é gigante, ela é o pilar da nossa história! Que essa mulher continue aqui por mais anos e anos. Ela tá pro time feminino o que o Dirceu foi pro time masculino.

pic.twitter.com/VDq44ABXeM

— Somos Loucos (@SomosLoucosFut) July 1, 2024

Kerolin e a lesão LCA

Kerolin, do North Carolina Courage, é um nome surpresa na lista do treinador. Isso porque a jogadora sofreu, em outubro do ano passado, uma lesão no ligamento cruzado anterior e está há 8 meses sem jogar, se recuperando da cirurgia realizada.

Durante a coletiva, Arthur falou que conversou com a jogadora e que sua comissão acompanhou o tratamento de Kerolin e que ela estará pronta para jogar.

A jogadora tem 24 anos e é a primeira brasileira da história a ser MVP da NSWL, a liga de futebol feminino dos Estados Unidos.

𝑴𝑽𝑷 𝑫𝑨 𝑻𝑬𝑴𝑷𝑶𝑹𝑨𝑫𝑨 👑🔥🇧🇷

Kerolin Nicoli eleita a MVP da temporada 2023 da #NWSL

Kerolin que terminou em 2° lugar na corrida da artilharia, marcando 10 gols.
Ela é a primeira brasileira e sul-americana vencer o MVP.
#CourageCountry pic.twitter.com/VK5yTPTNsp

— 🇺🇲🇧🇷 NWSL BR (@NWSLBR) November 10, 2023

Foto de Matheus Cristianini

Matheus CristianiniRedator

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Foto de Gabriella Telles

Gabriella TellesRedatora de esportes

Gabriella Telles é jornalista formada pela UFRJ, faz pós-graduação em Gestão Estratégica de Marketing. Já trabalhou na TNT Sports na cobertura da Rio 2016, futebol internacional e eSports. Nascida e criada no subúrbio do Rio de Janeiro.
Botão Voltar ao topo