especiaisMundo

Yokohama

 

População: 3.692.588
Times: Yokohama F Marinos, Yokohama
Estádio: Nissan (72.327 lugares)
Jogos no Mundial: Barcelona x Vencedor Espérance/Al-Sadd, Disputa do 3º lugar, Final.

Osaka tem fama de ser a segunda grande metrópole japonesa. É verdade, mas isso não significa que seja a segunda maior cidade. Esse posto fica com Yokohama, cuja força nem sempre é lembrada pelo fato de ser ofuscada pela vizinha Tóquio.

Localizada ao sul da capital, Yokohama tem sua vida muito ligada ao porto. Foi ele que impulsionou o crescimento da cidade – transformando a vila de pescadores em grande cidade – na segunda metade do século 19. Yokohama se internalizou rapidamente, tendo grande contato com estrangeiros que usavam o porto local como ponto de partida de seus negócios.

No século 20, cidades ao redor de Tóquio receberam muitos investimentos na indústria. A economia cresceu ainda mais, mas isso as tornou alvos preferenciais da Força Aérea norte-americana na Segunda Guerra Mundial.

Após os combates, Yokohama continuou devendo muito a seu porto. Mesmo destruída, ela se tornou porta de entrada dos suprimentos dos norte-americanos que trabalhavam na reconstrução japonesa.

A força econômica ajudou no desenvolvimento do futebol. O clube da Nissan (automóveis) era uma das potências nacionais. No final dos anos 80, o All Nippon Airways (companhia aérea) também apareceu com força.

Quando o esporte se profissionalizou no Japão, o Nissan se transformou no Marinos e o ANA virou o Flügels. Yokohama era a única cidade com dois times na criação da J-League. O Marinos rivalizava com Kashima Antlers e Verdy Kawasaki (atual Tokyo Verdy) pelo posto de maior clube do país. O Flügels vinha no segundo escalão, mas ganhou duas Copas do Imperador e uma Recopa Asiática.

A crise do futebol japonês abalou o futebol de Yokohama. Em 1999, a direção dos dois clubes decidiu realizar uma fusão entre os times, criando o Yokohama F. Marinos. Apesar de, teoricamente, se tratar de uma “união”, na realidade o Marinos, em melhor situação financeira, estava absorvendo o Flügels. Tanto que o distintivo, as cores e o legado histórico são os do Marinos.

O que os dirigentes não imaginavam é que a rivalidade entre as equipes já era forte, e a torcida do Flügels não aceitou torcer pelo rival. Houve protestos na sede da ANA e, depois de muitas manifestações, a liga aceitou que os antigos seguidores do Flügels criassem um novo clube: o Yokohama FC.

O Marinos continuou sendo uma força do futebol japonês. Conquistou títulos, passou a usar o maior estádio do país (o Yokohama International Stadium, atual estádio Nissan, sede da final da Copa das Confederações de 2001, da Copa de 2002 e das finais do Mundial de Clubes entre 2001 e 2008). O Yokohama FC conseguiu apenas uma vez disputar a primeira divisão da J-League, em 2007.

Atualmente, a dupla de ataque do Yokohama FC é bem conhecida dos brasileiros (e bem veterana): Kazu, 44 anos, e França, 35.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo