Mundo

Para melhorar o VAR em lances de impedimento, Fifa procura empresas por solução automatizada

Ciente das polêmicas em torno do VAR ao redor do mundo, a principal delas sendo a dos lances milimétricos de impedimento, a Fifa pediu que empresas de tecnologia desenvolvam maneiras de melhorar a representação visual desses incidentes para ajudar os árbitros a chegarem a escolhas menos controversas.

[foo_related_posts]

A própria Fifa revelou isso em nota oficial publicada em seu site nesta terça-feira (17), após a quarta reunião de seu grupo de inovação que tem discutido maneiras de desenvolver a tecnologia do VAR e inclui representantes de 13 órgãos organizadores de competições.

O sistema atual utiliza linhas pontilhadas para determinar se um jogador está em posição de impedimento e, por mais que em competições grandes como a Premier League ele conte com softwares de alto nível, que geram imagens em 3D para estabelecer o posicionamento dos atletas, as decisões tomadas após as revisões por vezes não cessam a polêmica, já que na representação visual feita para as TVs a diferença, às vezes milimétrica, pode ser ainda mais difícil de se constatar.

Para buscar melhorias ao sistema, a Fifa irá fornecer a empresas “conjuntos de dados anonimizados” de decisões de impedimento, e essas companhias precisarão apresentar possíveis soluções aos diferentes cenários.

No que pode ser um sinal de alento para quem não aguenta mais ver aquelas linhas azuis e vermelhas e se questionar se realmente existe alguma diferença entre elas, a Fifa informou que três empresas de tecnologia expressaram interesse em desenvolver uma tecnologia semiautomática que melhoraria a revisão de lances de impedimento.

A próxima fase de desenvolvimento já deveria estar em andamento, mas a pandemia de Covid-19 atrasou o cronograma. Atualmente, esta fase, que prevê o aprimoramento dos algoritmos do sistema com base em conjuntos de dados de centenas de incidentes diferentes de impedimento, deve acontecer “o mais cedo possível no próximo ano”.

Por fim, a Fifa revelou também estar trabalhando em um conceito de VAR “light”, uma versão mais barata e simples de implementação do sistema para que a tecnologia chegue a todos os níveis do futebol, mesmo em competições que contam com baixo orçamento. Instituições como a Confederação Asiática de Futebol, a Federação Francesa e a Uefa têm realizado testes para a implementação deste novo tipo de VAR.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo