Mundo

O melhor do Harlem Shake no futebol

O fenômeno Harlem Shake dominou a internet desde o início de fevereiro. A ideia surgiu de Filthy Frank, um vlogger. Só que explodiu mesmo com esses garotos da Austrália, como diz um post no blog do Youtube, que deram o formato que todo mundo passou a fazer depois: vídeos de 30 segundos com uma pessoa começando sozinha, normalmente mascarada ou com capacete, e depois uma algazarra total. Claro que se foi um fenômeno na internet, teria também suas versões no futebol. E reunimos algumas das melhores por aqui.

Um dos melhores vídeos de Harlem Shake no futebol foi, sem dúvida alguma, o do Manchester City. O clube é um dos melhores do mundo em atuação nas redes sociais (aposto que Roberto Mancini gostaria que fosse o melhor em campo também). Eis o vídeo:

Bom, o do Manchester City é legal, mas aqui na redação, o que fez mais sucesso, de longe, foi o do Crystal Palace. Até porque nenhum outro vídeo tem tantas gostosas tanto charme. Go, Crystal!

O canal de Youtube Kick TV também gravou a sua versão, em um bar, durante o jogo entre Real Madrid e Manchester United:

As meninas de um time de futebol na Noruega entraram no espírito da brincadeira também:

Nos Estados Unidos, as meninas também fizeram uma versão de Harlem Shake. E isso com direito a uma sessão de embaixadinhas ali no começo do vídeo que eu sei que muitos não conseguiriam fazer. Vejam aí:

E naquele frio danado de inverno da Suécia, os jogadores do ÖSK fizeram sua versão do Harlem Shake com muitos agasalhos e em campo:

O SC Cambuur, da segunda divisão da Holanda, tem a sua versão:

Uns garotos malucos fizeram a versão deles jogando futebol. Isso mesmo. Bom, vale o registro, porque ficou engraçado (a primeira das duas versões, porque a segunda é bem mais sem graça e parece aquelas festas no posto de gasolina):

 

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo