Mundo

Melhor golfista do mundo perderá o major em casa por ter se machucado jogando futebol

Rory McIlroy é talvez o maior golfista do mundo atualmente, mas talvez perca um dos grandes eventos do ano por causa de uma partida de futebol. Isso mesmo. O norte-irlandês é um fã de futebol e resolveu bater uma bolinha com uns amigos. O resultado foi a ruptura total dos ligamentos do tornozelo esquerdo, conforme ele mesmo postou na sua conta no Instagram, como mostrado abaixo. Com isso, ele quase que certamente irá perder o British Open de Golfe – justamente ele, que é britânico e defenderia o título em casa. Para ele, certamente o major mais importante do ano, por tudo que significa jogar em um território que conhece tão bem. E tudo por causa do futebol.

LEIA TAMBÉM: O recorde da pior seleção da história: a Micronésia perdeu de 38 a 0, e ainda foi elogiada

O British Open é o mais antigo torneio de golfe do mundo e é o único dos quatro major disputados ao longo da temporada que é fora dos Estados Unidos. Como o próprio nome diz, é jogado no Reino Unido, onde, aliás, foi inventado o golfe, na Escócia. Em 2014, McIlroy venceu o torneio pela primeira vez. Aos 26 anos, ele é o grande nome do golfe atual, liderando o ranking mundial de golfe há 88 semanas consecutivas. Imagine o tamanho da frustração por não poder jogar o torneio em casa, poder defender o título pela primeira vez em um momento tão bom da carreira?

Ele mesmo ainda não descartou jogar. A disputa será entre os dias 16 e 19 de julho. “Continuando a avaliar a extensão da lesão e o plano de tratamento dia após dia. Reabilitação já começou. Trabalhando duro para voltar o quanto antes”, escreveu o jogador em seu Instagram. Um golpe duro também à organização do torneio, porque um britânico jogando em St. Andrews, na Escócia, onde será disputado o torneio, seria um grande apelo para o público. Também pela rivalidade com o segundo colocado do ranking mundial, o americano Jordan Spieth, que venceu os dois primeiros majors do ano. E veja, é o único major que Spieth jogaria, por assim dizer, fora de casa.

E olha, não foi a primeira vez que ele se lesionou jogando futebol. Em 23 de dezembro de 2013, também praticando o esporte mais popular do mundo, ele sofreu uma lesão leve jogando em Belfast, na Irlanda do Norte. “Eu fiquei sem pisar no chão por cerca de uma semana no ano novo”, ele revelaria depois. Tudo porque ele quis jogar uma partida de futebol com os amigos. A pergunta é: quem nunca, não é mesmo?

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.
Botão Voltar ao topo