Mundo

Espécie de furão invade partida na Suíça; conheça outros casos

As invasões de gramado são mesmo atos a se lamentar dentro do futebol. Após anos de vandalismo e insanidade dentro das quatro linhas por lado de torcedores ensandecidos, medidas drásticas foram tomadas, começando pelo futebol inglês e rodando o mundo, civilizando um pouco mais o esporte. Casos recentes envolveram malucos que fazem sua graça com jogadores, se jogam nas redes e em episódios mais trágicos como em Port Said, no Egito, em 2011, causaram várias mortes.

Mas o que dizer quando essas  invasões são praticadas por animais? São incontáveis os casos em que bichos das mais variadas espécies roubaram a cena do espetáculo. Na rodada deste domingo pelo Campeonato Suíço, um mustelídeo da família das martas (parente dos mustela, ou dos furões) driblou todo mundo e paralisou por alguns minutos a partida entre Zürich e Thun, na Arena Thun.

O animalzinho passeou pelo gramado artificial do estádio e não estava disposto a parar sua peregrinação nem com o uso de redes por parte da equipe de segurança. O primeiro jogador a tentar agarrar o bicho foi Loris Benito, zagueiro do Zürich. O beque correu atrás da marta como se tentasse abater um adversário, se jogou no chão, chegou a pegar o invasor nas mãos mas foi mordido logo em seguida.

Irônico mesmo foi o goleiro David da Costa ter sido o salvador da pátria e acabado com a graça do mustelídeo. O português se aproveitou do fato de estar usando luvas para se proteger de possíveis mordidas raivosas do pequeno animal, que teve seus 15 minutos de fama e virou hit na internet. Veja aqui a invasão do furão na Suíça.

Confira outros casos célebres de invasões animais:

 

Anfield Cat

Em fevereiro de 2012, um gato se acomodou no gramado do Anfield, durante uma partida entre Liverpool x Tottenham. Se sentindo em casa, o bichano deu algumas voltas pelo campo e ainda parou para um descanso. Sucesso nas redes sociais, o Anfield Cat foi nomeado como Kenny, em homenagem a Kenny Dalglish. Semanas depois ele foi adotado por uma família que morava na região do estádio.

Reencarnação de Biriba em Bogotá não ajuda o Bota

2011 foi um ano difícil para o Botafogo. Especialmente na Copa Sul-americana, onde o Glorioso caiu nas oitavas de final contra o Independiente de Santa Fe, no El Campín em Bogotá. O jogo já estava 4×0 para os colombianos quando um cachorro armou uma tremenda confusão. Driblando todos que chegavam perto, o maroto animal deu mais trabalho do que o marta suíço. A essa altura, outro animal estava desanimado e quase deitando: a vaca do alvinegro, que foi eliminado da competição.

Blackburn Rovers chicken

A galinha do Ewood Park

O mês era maio, o ano era 2012. A queda do Blackburn na Premier League não poderia acontecer de forma pior, em Ewood Park. Lutando contra a degola, os Rovers enfrentavam um rival direto na briga pela sobrevivência, o Wigan. Em meio a vários protestos pedindo a saída do treinador Steve Kean e contra o grupo investidor Venky´s, uma galinha carregando uma bandeira do time da casa atraiu os holofotes ainda no primeiro tempo. Como tudo já estava preparado para o descenso, os Latics venceram e rebaixaram o Blackburn, que havia se sagrado campeão da Premier League 17 anos antes.

Highbury Squirrel

Esquilo em Highbury

Semifinal de Liga dos Campeões. Despedida do lendário Highbury, casa do Arsenal. O adversário era o Villarreal de Forlán e Riquelme. Em 19 de abril de 2006, Kolo Touré marcou o único gol da chave e classificou os Gunners para a decisão contra o Barça, na qual perdeu por 2 a 1 em Paris. Mais do que o zagueiro marfinense, a estrela do jogo histórico foi um esquilo. Serelepe, o dentuço passeou pelo gramado e quase atrapalhou Forlán na lateral, como se pode ver na foto acima.

A coruja de Barranquilla

Um simpático animal como a coruja, mascote do Júnior Barranquilla, da Colômbia, resolveu dar o ar de seu carisma durante um confronto entre Junior e Deportivo Pereira, no Metropolitano Roberto Meléndez. Desnorteada, a ave acabou caindo perto da área do Deportivo, quando o brucutu Luis Moreno resolveu expulsar a coruja na base do pontapé. A atitude estúpida do zagueiro acabou culminando na morte do animal, dias depois. Como punição, Moreno pagou uma multa de $560 e dois jogos de gancho.

Cão artilheiro do Goodison Park

Por fim, a participação mais efetiva da história do reino animal no futebol. O Everton recebia o Leyton Orient pela Copa da Liga inglesa em agosto de 2012. No placar, 5 a 0 para os Toffees, que avançaram na competição. Se engana quem pensa que ninguém balançou as redes de Tim Howard. Um cachorro entrou com a corda toda no intervalo do jogo e carregou a bola até o fundo da baliza do arqueiro do Everton, que nem tentou defender. Gol do Leyton Orient?

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo