Mundial de ClubesMundo

Eficiente sem ser brilhante, Corinthians vai à final

Com uma das suas grandes marcas, a eficiência, o Corinthians venceu e está na final do Mundial de Clubes. A vitória foi simples, 1 a 0 sobre o Al Ahly. Não foi um jogo brilhante, nem empolgante. O time alvinegro controlou o jogo, soube usar o resultado a seu favor e, depois de dominar o primeiro tempo, deixou o time egípcio jogar no segundo. Apesar de correr riscos, conseguiu segurar o resultado sem dar muitos espaços e escapando de diversos cruzamentos para a área. O Corinthians está na final.

Desde o início da partida, o Corinthians foi quem teve a iniciativa, controlou a posse de bola, mas tinha dificuldades em chegar ao último terço do campo e levar perigo. O Al Ahly fechava os espaços e não marcava pressão, como em outros jogos. Sem conseguir entrar muitas vezes na área, Emerson e Danilo inverteram os lados – o primeiro foi para a direita e o segundo para a esquerda.

O gol saiu em uma bola cruzada para a área, após escanteio, que Guerrero, como centroavante, aproveitou. Danilo melhorou no jogo e tentou dar mais opções ao time. O domínio corinthiano diminuiu com o gol, mas terminou o primeiro tempo de forma bastante tranquila. O Al Ahly não criou nenhuma chance de real perigo para o gol defendido por Cássio.

O segundo tempo teve um início bastante parado. Passados dez minutos, o jogo passou a ter mais emoção. Com espaço, o Al Ahly tocava mais a bola no campo de ataque e começava a ameaçar. Com Aboutrika em campo, criou sua melhor chance: um lançamento nas costas de Fábio Santos para Fathi, que chutou para fora. O time tentou pressionar, especialmente com bolas aéreas. Não adiantou.

O Corinthians não foi brilhante, nem empolgou, mas segurou o resultado e deixou o campo classificado para a final do Mundial de Clubes, no próximo domingo.

Formações iniciais

Destaque do jogo

A torcida do Corinthians no Japão fez o time parecer estar jogando em casa. Cantos de arquibancada que se ouve normalmente no Pacaembu.

Momento chave

A entrada de Aboutrika melhorou a criação de jogadas do Al Ahly, que àquela altura tinha mais espaço para jogar. As melhores jogadas do Al Ahly passaram por ele e foi o que fez os egípcios criarem algum perigo.

Os gols

30’/1T: GOL DO CORINTHIANS!
Após um escanteio, a defesa afastou, mas a bola sobrou para Douglas, que cruzou para a área. Guerrero subiu de cabeça e tocou no canto do goleiro Ekramy, abrindo o placar em Toyota.

Ficha técnica

AL AHLY 0X1 CRINTHIANS

Al Ahly
Sherif Ekramy (Mahmoud Abou Elseoud, 19’/2T); Ahmed Fathi, Wael Gomaa, Mohamed Nagieb e Ahmad Shedid; Hossan Ashour e Ramy Rabia, Walid Soliman, Abdallah Said (Mohamed Aboutrika, 9’/2T) e Mohamed “Gedo” Nagy (Emad Meteab, 35’/2T); Al-Sayed Hamdi. Técnico: Hossan El Badry
Corinthians
Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho;Danilo, Douglas (Jorge Henrique, 34’/2T) e Emerson (Romatinho, 29’/2T); Paolo Guerrero (Guilherme Andrade, 46’/2T). Técnico: Tite
Local: Estádio Toyota (Toyota-JAP)
Árbitro: Marco Rodríguez (MEX)
Gols: Paolo Guerrero, 30’/1T (Corinthians)
Cartões amarelos: Nenhum
Cartões vermelhos: Nenhum

 

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo