Mundo

Taiti mostra como é possível vencer tomando de 6 a 1

Nem o torcedor taitiano mais otimista esperava que sua seleção fizesse frente à Nigéria em sua estreia por competições oficiais da Fifa. O Mineirão recebeu bom público para uma atuação confiante e com tom de rachão por parte dos nigerianos. O Taiti tinha pouco a oferecer e qualquer que fosse o esquema utilizado, a previsão era de uma sacolada de gols. No fim, o 6 a 1 eternizou Jonathan Tehau, autor de dois gols pelo Taiti. Pena que um deles foi contra.

Logo de cara os Águias verdes fizeram valer seu favoritismo e detonaram a fraca defesa taitiana com três gols em menos de 30 minutos. O panorama de larga vantagem por parte dos africanos ficou claro pela maneira como eles partiam para o ataque. Sem esforço, iam driblando, chegando na cara do goleiro Samin e perdendo gol atrás de gol.

Quando o Taiti parecia chegar perto do gol, a falta de habilidade gritava e a Nigéria escapava com um pouco de sorte. Mesmo disposta a buscar o jogo, a equipe da Oceania falhou algumas boas vezes em trocar passes no ataque, chegar com mais eficiência na área de Enyeama.

Foi-se o intervalo e quem achou que uma goleada de verdade viria pela frente, estava certo. Por alguns minutos até pareceu que o Taiti fosse engrossar o caldo pra cima dos favoritos, sobretudo com o gol histórico de Jonathan Tehau aos 9 da etapa final. Um pouquinho de marcação depois do meio-campo e a blitz taitiana cessou: era hora da Nigéria novamente se posicionar como dominante. E a partir dos 20 minutos, com novo gol de Jonathan Tehau, este contra, os águias demoliram a moral restante dos carismáticos rapazes da Oceania.

Era nítida a diferença técnica, que ficava ainda mais gritante quando lembrávamos que se tratava de uma equipe profissional contra uma que só tinha um jogador que dependia do futebol para viver. Por dez minutos, os taitianos viveram a ilusão de que a garra valia muito mais do que a sabedoria, os ensinamentos táticos e a vivência no esporte. Não vieram ao Brasil para competir, certamente, mas fizeram um papel honroso ao balançar as redes de Enyeama.

O Taiti servirá mais como fator de desempate no Grupo B, ao menos ao olhar de seus oponentes. Para o seu povo e quem sempre acompanha o futebol torcendo pelas boas histórias e os times corajosos, pouco importa os seis gols concedidos. Nos pés de Jonathan Tehau, a festa no Mineirão foi uníssona: Taiti, Taiti e mais Taiti. Alguma dúvida de eles terão a torcida onde quer que joguem?

Formações iniciais

Campo Taiti x Nigéria

Destaques do jogo

Oduamadi fez o que lhe foi proposto. Fez o gol quando a bola chegou. Autor de três gols na partida, o atacante mostrou desenvoltura e bom poder de finalização. Tudo bem que o nível da defesa adversária não era lá essas coisas…

Momento-chave

Ninguém vai ousar dizer que a testada de Jonathan Tehau para o fundo das redes não foi o principal momento do jogo. Na condição de frágil e saco de pancadas, o Taiti se segurou até bem em campo com seus 10 atletas amadores. Quando a bola viajou a área nigeriana e parou na cabeça do camisa 17 taitiano, o Mineirão explodiu de festa. O problema é que no segundo tempo ele estava mal colocado na sua área e botou contra a própria rede.

Os gols

5/1T – GOL DA NIGÉRIA!
Echiejile se aproveita da sobra do árbitro (que desviou a bola), pega de fora da área e manda um chutaço. A bola bate no zagueiro e trai Samin.

10/1T – GOL DA NIGÉRIA!
Oduamadi dribla dois zagueiros e bate por cima de Samin após trapalhada na saída de bola da defesa taitiana.

26/1T – GOL DA NIGÉRIA!
Samin se complica no rebote, solta uma bola fácil bem nos pés de Oduamadi, que não vacila e faz o terceiro.

9/2T – GOL DO TAITI!
Jonathan Tehau sobe no segundo poste de cabeça e vence o marcador para fazer o primeiro gol do Taiti!

23/2T – GOL DA NIGÉRIA!
Assim não, Tehau! Bola pipoca na área taitiana, passa por atacantes da Nigéria e bate no atacante. Eita hora ruim para estar na sobra, hein?

31/2T – GOL DA NIGÉRIA!
Contragolpe em alta velocidade com Ideye Brown na direita, que cruza rasteiro para o meio da área e acha Oduamadi, o artilheiro da tarde.

35/2T – GOL DA NIGÉRIA!
Echiejile deu o terceiro chute no mesmo lance para marcar. A defesa taitiana estava mal colocada e presenciou um verdadeiro bumba meu boi. Na hora do arremate, Musa ainda precisou pular para sair da frente de Echiejile para não atrapalhar.

Curiosidade

Foi a primeira vez que um jogador marcou um gol pró e outro contra em uma partida da Copa das Confederações. Poxa, Jonathan Tehau…

Ficha técnica

TAITI 1X6 NIGÉRIA

Taiti Taiti
Xavier Samin, Jonathan Tehau, Nicolas Vallar (Stephane Faatiarau), Teheivarii Ludivion, Henri Caroine, Ricky Aitamai, Vincent Simon (Edson Lemaire), Heimano Bourebare, Steevy Chong Hue, Marama Vahirua (Stanley Atani) e Alvin Tehau. Técnico: Eddy Etaeta
Escudo Nigéria Nigéria
Vincent Enyeama, Godfrey Oboabona, Kenneth Omeruo (Azubuike Egwueke), Efe Ambrose, Uwe Echiejile, Fedor Ogude, Sunday Mba (John Ogu), John Obi Mikel, Ahmed Musa, Anthony Ujah (Ideye Brown) e Nnamdi Oduamadi. Técnico: Stephen Keshi
Local: Estádio Mineirão (Belo Horizonte-BRA)
Árbitro: Joel Aguilar (SLV)
Gols: Echiejile (5/1T e 35/2T), Oduamadi (10/1T, 26/1T, 31/2T), Jonathan Tehau (9/2T) (23/2T contra)
Cartões amarelos: Omeruo (Nigéria)
Cartões vermelhos: Nenhum

 

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo