Mundial de Clubes

Gomis saiu do banco e, com um lindo gol, colocou o Al Hilal no caminho do Flamengo

O Flamengo finalmente sabe quem será seu primeiro adversário no Mundial de Clubes. E será mesmo o ex-clube de Jorge Jesus. Neste sábado, o Al Hilal dominou o Espérance, da Tunísia, mas desperdiçou uma série de chances de abrir o placar. Precisou recorrer ao seu principal atacante, o francês Bafétimbi Gomis, que saiu do banco de reservas e, aos 28 minutos do segundo tempo, garantiu a vitória por 1 a 0 com um lindo gol.

[foo_related_posts]

O treinador romeno Razvan Lucescu arriscou. Deixou Gomis, craque e artilheiro da campanha do título da Champions League asiática, no banco de reservas, recuperando-se de uma lesão no punho, assim como Sebastian Giovinco, seu mais talentoso jogador que chegou ao Catar com problemas físicos. A avaliação de que poderia derrotar o Espérance sem a dupla não foi equivocada porque o Al Hilal mostrou-se amplamente superior ao longo de toda a partida, mas demorou para colocar a bola na casinha.

O Al Hilal tomou a iniciativa no primeiro tempo. Teve 59% de posse de bola e criou as melhores oportunidades. O brasileiro Carlos Eduardo perdeu a melhor delas, ao sair nas costas da zaga e tentar uma cavadinha, cara a cara com o goleiro Ben Cherifia. Uma testada de Ouattara, nos minutos finais da etapa, assustou um pouco o clube saudita, que teve outra grande chance com Carrilo. O forte chute ainda desviou na defesa antes de ser barrado por uma ótima defesa de Cherifia.

O campeão asiático voltou do intervalo com duas situações claras em sequência, mas Al-Dawsari e Kanno mandaram por cima. Aos 11 minutos, o zagueiro Al-Shahrani deu carrinho para fazer um corte, mas esqueceu de passar giz no taco. Mandou para trás, em direção ao próprio gol. O goleiro Al-Muaiof estava adiantado e mostrou agilidade para se recuperar. Conseguiu tirar a bola quase em cima da linha e se redimiu de um erro na saída de bola no primeiro tempo, quando foi desarmado e quase cedeu um gol ao Espérance.

Em meados do segundo tempo, o treinador Lucescu decidiu tirar uma das suas estrelas do banco. Colocou Gomis em campo e foi rapidamente recompensado. O atacante recebeu o passe na entrada da área, tirou a marcação com um toquinho por elevação e emendou o chute cruzado para fazer 1 a 0 para o Al Hilal com um bonito gol. E logo depois, Omar Kharbin recebeu de Carlos Eduardo e mandou para fora.

O Al Hilal não matou o jogo e correu alguns riscos quando Kanno foi expulso, a cinco minutos do fim. Mas nem com um a mais o Espérance conseguiu pressionar de verdade, e a estratégia de Lucescu deu certo. Não precisou correr riscos com Giovinco e ainda poupou Gomis. Agora, estará de olho no próximo desafio, contra o campeão sul-americano, na próxima terça-feira.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo