Meu Time de Botão

Ronaldo, Figo, Deco e Scolari: Portugal 2004-08, de Felipão, no Meu Time de Botão

Por Leandro Iamin e Paulo Junior

A geração era ótima – uma linha com Figo, recém-eleito melhor do mundo; Deco, no auge; e Cristiano Ronaldo, a ponto de virar craque – e o treinador buscou, a seu estilo, um protagonismo que o coloca nas primeiras lembranças daquele time: a seleção portuguesa 2004-08, a seleção portuguesa comandada por Luiz Felipe Scolari, é o tema do Meu Time de Botão #50.

LEIA TAMBÉM: Meu Time de Botão: Liverpool de 1988/89 foi bem mais que a tragédia de Hillsborough

O podcast, agora semanal e que vai ao ar todas as segundas-feiras na Central 3, é apresentado por Leandro Iamin e Paulo Junior. Nesta edição, recebeu a companhia do jornalista Julio Gomes, blogueiro do UOL, que cobriu os três eventos repassados no programa: a Eurocopa 2004, a Copa do Mundo 2006, e a Euro 2008.

Felipão, campeão mundial com a seleção brasileira em 2002, assumiu a seleção portuguesa no ano seguinte. Em 2004, o país seria sede do campeonato europeu, e o gaúcho conseguiu, em ano e meio de trabalho, reeditar a tal Família Scolari, agora em versão lusitana: foi impressionante, como relata Julio Gomes, assistir ao número de bandeiras e símbolos nacionais nas ruas durante o torneio.

Em campo, o técnico brasileiro barrou medalhões, mudou o time depois da derrota na estreia e ganhou a confiança do país, principalmente depois de um confronto épico diante da Inglaterra, em Lisboa, no famoso jogo com Eusébio na beira do campo e Ricardo, então goleiro do Sporting, defendendo pênaltis sem vestir luvas. Mesmo perdendo a decisão para a Grécia, o vice-campeonato inédito encheu os portugueses de confiança para o Mundial.

Dois anos depois, Portugal chega como favorita à Alemanha. Passa por um grupo fácil e depois por duas batalhas no mata-mata: primeiro, uma verdadeira guerra em Nuremberg, contra a Holanda, no jogo com mais cartões da história das Copas; depois, num duelo mental contra a Inglaterra, que viu os portugueses avançarem novamente nos pênaltis. A campanha parou na França de Zidane, e terminou com derrota para os alemães na disputa do terceiro lugar.

Felipão era alvo da seleção inglesa – Julio lembra, inclusive, que jornalistas britânicos torciam para que o brasileiro fosse logo anunciado como novo chefe do English Team. Mas Scolari ficou. Já desgastado com a imprensa local e povoado por rumores sobre uma transferência, se despediu após a queda nas quartas de final da Euro 2008, para a Alemanha, e foi ser técnico no Chelsea.

O programa, claro, não fala só do Big Phil. Tem a chegada de Deco na equipe portuguesa, a participação de veteranos como Vitor Baía e Figo, a evolução de Cristiano Ronaldo e a importância de nomes como Maniche, Simão e Pauleta. De quebra, grandes narrações dessa fase histórica do selecionado português. Vale ouvir só pelo gol de Rui Costa no Estádio da Luz…

Não perca mais nenhum MTB, clique aqui e assine o podcast. O Meu Time de Botão também está disponível noiTunes,  Player FM, Deezer e PocketCasts.

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo