Copa do MundoFiscalize Catar 2022Leste Europeu

Putin quer transformar escândalo da Fifa em uma guerra fria

A investigação conduzida pelo FBI desde 2011, baseada em documentos obtidos que datam desde o início dos anos 1990, culminou na prisão de sete dirigentes do alto escalão da Fifa nesta quarta-feira, criando uma crise institucional para a entidade sem precedentes. O discurso dos norte-americanos é bastante otimista. Afirmam estar limpando o futebol. Apenas o tempo dirá se é disso mesmo que se trata, mas o que dá para afirmar é que já é um ótimo passo, uma boa oportunidade de reforma na maneira como o esporte mais popular do mundo é administrado. Exceto para Vladimir Putin. O presidente russo vê a interferência norte-americana como meramente política, uma tentativa de sabotar a realização da Copa do Mundo de 2018 em seu país.

VEJA TAMBÉM: Quem são os “co-conspiradores” na investigação do FBI sobre corrupção na Fifa

Explicamos aqui na Trivela as motivações por trás do envolvimento dos Estados Unidos na investigação da corrupção desenfreada da Fifa. Um dos motivos mais contundente é o fato de que algumas das figuras envolvidas no escândalo utilizaram o sistema bancário norte-americano para lavagem de dinheiro. Se o mundo vê com bons olhos tudo sendo trazido à tona, para Putin é apenas um jogo político para prejudicar a Rússia.

“Na minha opinião, na sexta-feira, devem acontecer as eleições para a presidência da Fifa, e o senhor Blatter tem todas as possibilidades de ser eleito. Também sabemos que ele sofreu muita pressão para proibir a realização do Mundial de 2018 na Rússia”, afirmou, em declarações publicadas pelas agências EFE e Reuters e reunidas pelo portal Terra.

“Eu não tenho dúvidas, é uma clara tentativa de não permitir a reeleição de Blatter como presidente da Fifa, o que é uma grande violação dos princípios de operação de organizações internacionais. Os procuradores americanos, assim como a mídia em geral, já estão dizendo que os oficiais da Fifa cometeram um crime. Como se eles não soubessem sobre a presunção de inocência”, completou Putin.

Na televisão russa, a seguinte imagem foi mostrada por um programa. “Política x futebol”, diz a mensagem, segundo usuários russos do Reddit. Como se a exposição de toda a podridão da Fifa e a busca pela punição dos envolvidos em todos os casos investigados fossem apenas uma maneira de os Estados Unidos fazer sua política exterior em detrimento do esporte. Isso é tão maior que a realização do Mundial de 2018 que chega a ser cômico Putin tentar tornar isso sobre ele e sobre o atrito entre seu país e os norte-americanos.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo