Copa do MundoLeste Europeu

Fifa coloca Crimeia no mapa da Rússia e é obrigada a pedir desculpas pela gafe

Vocês se lembram da Península da Crimeia? No primeiro semestre, esteve nos noticiários internacionais quase todos os dias depois que a Rússia ocupou militarmente o território, no leste da Ucrânia, sob o pretexto de proteger cidadãos de etnia russa que são abundantes por lá, realizou um plebiscito meio estranho e anexou a região. A movimentação liderada por Vladimir Putin foi bastante criticada pelo ocidente e quase ninguém reconhece a incorporação.

LEIA MAIS: Uma bola de neve foi motivo de confusão no principal clássico da Bulgária

Imagine, portanto, a gritaria quando a Crimeia apareceu no mapa da Rússia no lançamento oficial do logotipo da Copa do Mundo de 2018 (foto). O vídeo foi publicado no canal oficial da Fifa no YouTube e exibido Teatro Bolshoi, em Moscou. A parte que mostra o mapa da Rússia dura não mais do que dois segundos, e mostra a Crimeia como parte do território governado por Putin (aquele pontinho bem à esquerda). Foi o suficiente para abrir a porteira das críticas.

O Kyiv Post abriu sua matéria dizendo que “depois de Coreia do Norte, Síria e Venezuela, aparentemente a Fifa também reconhece a anexação da Crimeia”. O conselheiro do Serviço de Segurança do Estado e chefe do comitê organizador da Euro de 2012, Markian Lukivsky, considera “necessário avisar toda a mídia internacional, os fazedores de mapa e organizações geodésicas sobre a responsabilidade de tratar o mapa da Rússia com uma parte do território da Ucrânia”. A Federação Ucraniana de Futebol não quis se manifestar antes de um posicionamento da Fifa, mas um dos seus porta-vozes disse que precisaria haver uma investigação para “entender a motivação por trás disso, se foi um erro, uma pequena imprecisão ou uma movimentação política da Fifa”.

Foi um erro segundo a Fifa, mas realmente não se sabe a natureza. A entidade se livrou da responsabilidade ao afirmar que a missão de produzir o vídeo demonstrativo foi repassada ao Comitê Organizador Local, que contratou uma “agência de criatividade local”. A sequência foi editada, e um novo vídeo foi colocado no canal de YouTube. A entidade disse que lamenta o caso e pediu desculpas.

Em agosto, a Uefa decidiu que os clubes da Crimeia não poderia disputar partidas do Campeonato Russo. As entidades europeia e mundial estão mediando as brigas entre as duas federações nacionais sobre esses times, e ironicamente Blatter disse em Moscou que os conflitos políticos entre os dois países não deveria afetar o futebol, em resposta a uma pergunta sobre um possível boicote à Copa da Rússia por causa dessa situação. E pouco depois, veio a gafe.

Veja o vídeo que está no canal oficial da Fifa, já editado: 

Você também pode se interessar por:

>>>> [VÍDEO] Os 85 anos do Aranha Negra: as defesas e a classe de Lev Yashin

>>>> Três mil albaneses recebem com festa e orgulho a seleção após briga generalizada na Sérvia

>>>> Sérvia x Albânia teve drone político, confusão generalizada e acabou suspenso

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo