EuropaLeste Europeu

Era uma questão de tempo

Foi uma questão de formalidade, apenas. Com seis rodadas ainda por jogar, o Dinamo Zagreb bateu o Medjimurie por 2 a 1, fora de casa, e conquistou o tricampeonato croata, sem muitas dificuldades.

A disputa só não acabou antes, por causa do formato de disputa da competição – 12 times que jogam em turno e returno e, após isso, mais 11 rodadas são formuladas a partir da classificação do momento.

Com a vitória, o Dinamo foi a 66 pontos ganhos em 27 partidas, 19 a mais que o Hajduk Split, que ainda terá muito trabalho para assegurar o vice-campeonato, uma vez que está somente um ponto a frente do Slaven Koprivnica.

Afirmar que o título foi merecido é “chover no molhado”. Basta ver a classificação final para concluir que o Dinamo foi infinitamente superior aos adversários.

A eliminação na terceira rodada preliminar da Liga dos Campeões diante do Werder Bremen e depois na primeira fase da Copa Uefa, promoveram mudanças no clube e deram tranqüilidade para focar somente as competições nacionais.

Em janeiro, por causa das eliminações citadas, Branko Ivankovic deixou o comando do clube. Para seu lugar, a diretoria resolveu apostar em Zvonimir Soldo, que teve sua primeira experiência como técnico. É bem verdade que o jovem (40 anos) e debutante treinador pegou um time montado e com larga vantagem no campeonato croata, mas, de qualquer modo, conseguiu manter o alto nível da equipe.

“Estou feliz, é claro que estou feliz. Esta é minha primeira experiência como treinador, então eu tenho que estar satisfeito”, afirmou Soldo após a conquista.

Em campo, o maior destaque do time foi o meia Luka Modric, de 22 anos e alvo de diversos times europeus.

Modric já deixou de ser mais uma promessa do futebol croata. Com sua regularidade no Dinamo e as boas atuações pela seleção da Croácia, o jogador comprovou seu talento para todo o mundo. Sua transferência é questão de tempo. Pouco tempo.

O elenco do Dinamo também conta com três brasileiros: os zagueiros Etto (ex-Atlético Paranaense) e Carlos (formado nas categorias de base do São Paulo), além do meia Sammir (ex-Paulista), titular ao longo da competição.

Com o tricampeonato, o Dinamo Zagreb aumentou sua coleção de títulos croatas para dez. A equipe traz também, da época iugoslava, mais quatro campeonato nacionais.

O time pode agora se dedicar à Copa da Croácia, onde está nas semifinais e com boa vantagem diante do NK Zagreb – venceu o primeiro jogo por 3 a 1 e faz a partida de volta no próximo dia 23.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo