EuropaLeste Europeu

Confusão tcheca

Tudo caminhava às mil maravilhas na Gambrinus Liga, o campeonato da República Tcheca. Entretanto, no último sábado, 10, uma confusão tomou conta do torneio.

O Bohemians Praga tinha um jogo marcado contra seu quase xará Bohemians 1905, mas simplesmente recusou-se a entrar em campo, argumentando que o adversário não é um membro oficial da federação tcheca. Os dois clubes brigam pelo uso do nome Bohemians, já que o atual detentor do nome – que se chamava FC Strizkov Praga 9) comprou este do antigo Bohemians, clube centenário da capital tcheca. Só que o antigo clube retornou às atividades, e deu-se a confusão, que parece não ter fim.

Além do WO, o Bohemians Praga ainda acusou, sem provas, o Sigma Olomouc, de oferecer 300 mil korunas (cerca de 28.500 reais) para que o Bohemians entregasse uma partida na temporada passada. Nada foi provado.

Como resultado de todas essas confusões, o Bohemians Praga foi multado em 6 milhões de korunas (aproximadamente 572 mil reais) e ainda perdeu 20 pontos na tabela do atual campeonato. Adicionalmente, o chefe executivo do clube, Karel Kapr, foi suspenso por dois anos de atividades de futebol e multado em 300 mil korunas.

Sobre o caso, o presidente do comitê disciplinar da federação tcheca, Jiri Golda, declarou apenas: “simplesmente perdemos a paciência. Percebemos que os dirigentes do Bohemians Praga querem nos fazer de otários”.

Dentro de campo, o Sparta Praga lidera o campeonato, a seis rodadas do fim, com 50 pontos, dois a mais que o Banik Ostrava e três a mais que o Jablonec. O Teplice aparece em quarto, com 40 pontos. Os Bohemians? O 1905 é o 13º, com 28 pontos, enquanto o Praga está na lanterna e já rebaixado, com seis pontos depois da punição.

E nos próximos dias 21 e 28 de abril acontecem as semifinais da Copa da República Tcheca: o Jablonec enfrenta o Sparta Praga, enquanto o Viktoria Plzen encara o Sigma Olomouc.

Croácia: Dinamo cada vez mais perto do título

O Dinamo Zagreb está cada vez mais perto do pentacampeonato croata. Com 59 pontos, o clube da capital lidera a Prva HNL com folga de onze pontos sobre o Cibalia, segundo colocado, e 14 sobre o rival Hajduk Split, terceiro – que vem numa espantosa recuperação, já que começou o campeonato capengando pelo meio da tabela e trocou duas vezes de treinador ao longo da temporada – primeiro, Edoardo Reja no lugar de Ivica Kalinic, depois Stanko Poklepovic no lugar do italiano, que foi para a Lazio.

E falando em troca de treinador, neste mês de abril mais dois clubes mudaram seus comandantes: o Medimurje colocou o ex-goleiro da Iugoslávia Tomislav Ivkovic no lugar de Srecko Bogdan, enquanto o Inter Zapresic contratou Ilija Loncarevic para o lugar de Borimir Petkovic. Os dois times ocupam, respectivamente, a 12ª e 13ª posições na tabela, logo à frente dos três clubes da zona de rebaixamento: Istra 1961, NK Zagreb e Croatia Sesvete.

A artilharia do campeonato está com Mario Mandzukic, do Dinamo Zagreb, com 14 gols. Logo atrás, com treze, estão o chileno Pedro Morales, também do Dinamo, e Davor Vugvrinec, do NK Zagreb.

E no próximo dia 21 teremos, em Split, a primeira partida da final da Copa da Croácia, entre Hajduk Split e Sibenik. O Hajduk passou na semifinal pelo arqui-rival Dinamo Zagreb, com um empate sem gols na capital croata e uma vitória por 1×0 em Split. Já o Sibenik empatou em casa sem gols com o Varteks, mas venceu fora por 2×0. A partida de volta da decisão acontece no dia 05 de maio, em Sibenik.

Hungria: inglês acha seu espaço no Ferencváros

A carreira do atacante Anthony Elding no futebol inglês nunca foi grande coisa. Revelado pelo Nottingham Forest e com passagens por diversos clubes pequenos de seu país, como Boston United e Stockport, Elding foi encontrar seu caminho bem longe dali, na Hungria.

Transferido em janeiro para o Ferencváros com ajuda do treinador Craig Short, Elding anotou seis gols em seus primeiros sete jogos pelo clube de Budapeste, e ajudou o time a manter uma marca invicta em 2010. Embora ainda esteja no meio da tabela (é o oitavo colocado, com 31 pontos, oito a menos que o Gyori, terceiro colocado), os gols do atacante podem ajudar o alviverde a buscar até mesmo uma vaga na Liga Europa da próxima temporada.

Embora nunca tenha jogado em clubes de divisões superiores à terceira na Inglaterra, Elding compara o futebol de sua terra natal ao húngaro: “aqui o pessoal é mais técnico, como nosso capitão Péter Lipcsei. ele controla a bola e organiza os passes muito bem. Na Inglaterra, o jogo é mais físico e corrido, aqui se corre bem menos”.

Na tabela do campeonato, a liderança é do Videoton, com 50 pontos, seguido pelo Debrecen, com 46, e pelo Gyori, com 39. Na parte de baixo, estão virtualmente condenados o Diosgyori, com 16 pontos, e o Nyíregyháza Spartacus, com 18. Acima deles estão Paksi, Honved, Haladás e Kecskeméti, todos com 23 pontos.

E durante a semana aconteceram as partidas de volta das semifinais da Copa da Hungria. No primeiro confronto, o Debrecen venceu o Honved por 2×1, depois de um empate por 1×1 na partida de ida. No outro confronto, o Zalagerszegi se classificou ao empatar sem gols com o Újpest, já que venceu na ida fora de casa por 1×0. A decisão entre Debrecen e Zalagerszegi acontece no dia 08 de maio, no estádio Ferenc Puskas, em Budapeste.

Montenegro: “O maior sucesso que posso ter é poder jogar novamente”

As palavras acima são de Nenad Brnovic, meia de 30 anos que atua pelo Buducnost Podgorica. No dia 21 de maio de 2006, o jogador, na época atuando pelo Partizan, da Sérvia, quebrou a perna numa partida contra o Zeta.

“A contusão foi um choque pra mim, e nada poderia descrever meus sentimentos quando ouvi dos médicos que minha primeira cirurgia não foi bem sucedida”, disse Brnovic ao site da UEFA. “Durante meu primeiro período de recuperação, estava tranquilo porque vários nomes famosos, como Henrik Larsson e Djibril Cissé, passaram pelo mesmo problema e retornaram aos campos”.

Mais de dois anos depois, após uma segunda cirurgia, desta vez bem sucedida, Brnovic voltou a jogar pelo Partizan em 2008, num amistoso contra o PAOK, da Grécia. “Foi um dia fantástico, e lembrei de toda minha carreira naquele dia. Joguei na seleção com caras como Mijatovic, Mihaijlovic, Stankovic e Kovacevic, e contra Gerrard e Scholes, dentre outros, mas nada superou a alegria de poder jogar de novo”, disse o meia.

Após um empréstimo ao Rad, Brnovic rumou para Montenegro é tem sido o principal nome do Buducnost, com 24 partidas pelo time nesta temporada. E agora, o objetivo do meia é a seleção de Montenegro. “Não creio que seja tarde demais para mim. Estou com trinta anos e tem gente mais velha que eu na seleção, então sinto-me preparado para ser convocado. É meu último desejo: um minuto, que seja, com a camisa da seleção do meu país. E enquanto estiver jogando, nunca deixarei de sonhar com este momento”, finalizou.

O Buducnost, de Brnovic, ocupa o segundo lugar no campeonato montenegrino, com 57 pontos, três a menos que o líder Rudar. Faltam sete rodadas para o fim do campeonato.

Bósnia: disputa acirrada pelo título

A oito rodadas do fim do campeonato bósnio, a disputa pelo título está acirrada entre o Zelkeznicar e o Borac, ambos com 44 pontos (os “ferroviários” levam vantagem no saldo de gols), enquanto o Siroki Brijeg e o Sarajevo vêm mais atrás, com 37, o Velez tem 36, e o atual campeão Zrinjski tem 35.

Na briga contra o rebaixamento, o Modrica é o lanterna com 21, enquanto o Laktasi tem 22, o Rudar Prijedor tem 25 e o Slavija Sarajevo está com 26 pontos.

Zeljeznicar e Borac, além de disputar o título do campeonato, também decidirão a Copa da Bósnia, após vencerem nas semifinais o Zrinjski e o Slavija, respectivamente. As datas dos jogos serão divulgadas brevemente pela federação local.

Romênia: disputa pelo título segue indefinida

Ainda é difícil apostar qualquer coisa sobre o resultado do campeonato romeno. Faltando sete (para alguns, seis) rodadas para o fim, pelo menos seis times ainda possuem chances reais de conquistar a taça.

O CFR Cluj é o líder, com 55 pontos, enquanto o Steaua Bucareste tem 52. Logo atrás, estão Timisoara, o atual campeão Unirea Urziceni (ambos com 50 pontos) e o Vaslui, com 49. Mais atrás vem o Dinamo Bucareste, com 47 pontos. Depois, já sem chances, está o Rapid Bucareste, com 39 pontos, empatado com o Otelul.

Paralelamenta ao campeonato, foram decididos esta semana os finalistas da Copa da Romênia. O Cluj venceu o Dinamo por 2×1, após empatar em 1×1 na partida de ida, enquanto o Vasliu descontou uma derrota por 1×0 na ida com uma goleada de 4×0 na partida de volta. A final entre Cluj e Vaslui acontece no dia 26 de maio, em Iasi.

Sérvia: Estrela Vermelha abre vantagem

O campeonato sérvio, como de costume, está disputado entre Estrela Vermelha e Partizan. Os rivais e vizinhos – seus estádios ficam bem próximos em Belgrado – lutam pelo título ponto a ponto, e desta vez a vantagem está com os alvirrubros, que têm 61 pontos, quatro a mais que o rival. Faltam sete rodadas para o fim do torneio.

O Estrela Vermelha ainda pode fazer a dobradinha, já que está classificado para a final da Copa da Sérvia. Na semifinal, os alvirrubros fizeram 1×0 no OFK Belgrado, enquanto o Vojvodina surpreendeu o Partizan, fazendo 3×1. A final entre Estrela Vermelha e Vojvodina acontece no dia 05 de maio.

Bulgária: Litex na frente

Faltando seis rodadas para o fim da A PFG, a temporada tem tudo para terminar num festival laranja. O Litex Lovech, conhecido por “Laranjas” devido a cor de seu uniforme, lidera o campeonato com 55 pontos, quatro a mais que o Lokomotiv Sofia e oito à frente do CSKA Sofia, clube mais tradicional do país.

Na briga contra o descenso, o Botev Plovdiv foi excluído do campeonato após problemas financeiros, e ficou com apenas um ponto na tabela. Todos os seus jogos restantes ficaram com placar de 3×0 para os adversários. Dentre os times que restam no torneio, o Sportist Svoge, com apenas treze pontos, está virtualmente condenado, enquanto Lokomotiv Mezdra (21 pontos), OFC Sliven (21) e Lokomotiv Plovdiv (22) brigam para fugir do último posto dos rebaixados.

Polônia: Semifinais da Copa

Neste meio de semana acontecem as partidas de volta das semifinais da Copa da Polônia. Na terça, 20, o Pogon Szczecin enfrenta o Ruch Chrorzów, após um empate de 1×1 na partida de ida. No dia seguinte, o Jagiellonia Bialystok, que venceu na ida fora de casa por 2×1, recebe o Lechia Gdansk.

O campeonato polonês retorna neste final de semana, após o luto pela morte do presidente Lech Kaczynski, que perdeu a vida num acidente aéreo em Smolensk, na Rússia, no último sábado, dia 10. A liderança do torneio é do Wisla Cracóvia, com 50 pontos, um a mais que o Lech Poznan.

Eslováquia: título indefinido

A seis rodadas do fim da Superliga da Eslováquia, o Zilina lidera com 59 pontos, três a mais que o Slovan Bratislava. Em terceiro vem o Dukla Banska, com 50.

E pela Copa da Eslováquia, nesta quarta, 21 de abril, acontecem as partidas de volta das semifinais. O Slovan Bratislava recebe o Dukla Banska após ter vencido na ida por 1×0, mesmo caso do Spartak Trnava, que recebe o DAC 1904 Dunajska.

Eslovênia: Koper perto do título

Após um período de equilíbrio, o Koper disparou na liderança do campeonato esloveno. A seis rodadas do final, lideram com 63 pontos, dez a mais (e um jogo a menos) que o Maribor. Mais atrás vem o Nafta, com 44 pontos. Do outro lado da tabela, o Drava está virtualmente rebaixado, com 26 pontos, enquanto o Interblock ainda tem esperanças, com 32 pontos, de escapar do playoff de acesso e descenso. O clube tem que tirar sete pontos de diferença do Domzale, oitavo colocado.

Já pela Copa da Eslovênia, nesta quarta, 21 de abril, acontecem os jogos de volta das semifinais. O Domzale recebe o Nafta após empate de 1×1 na ida, enquanto o CM Celje tenta um milagre contra o Maribor, após perder por 4×1 na partida de ida.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo