EuropaLeste Europeu

Cluj e Dinamo Zagreb querem manter hegemonia

O Cluj, dirigido pelo italiano Andrea Mandorlini, conquistou a dobradinha campeonato-copa na última temporada, e para o novo ciclo, fez algumas mudanças no elenco, com as partidas de jogadores como o argentino Sixto Peralta e o meia romeno Nicolae Dica, que pertence ao Catania e foi emprestado ao Manisaspor, da Turquia. Entretanto, o clube contratou o zagueiro português Nuno Diogo, que estava no Brasov, e o meia romeno Ioan Hora, da seleção sub-21 do país e que estava no Gloria Bistrita.

O maior adversário do Cluj no campeonato romeno é o Unirea Urziceni, vice-campeão na última temporada, mesmo com um orçamento e estrutura modestas. As contratações do clube foram também modestas, incluindo o zagueiro Petre Marin, veterano que estava no Steaua, além do atacante Adrian Neaga e do francês Maurice Dalé. De acordo com o treinador, o israelense Roni Levy, “não conheço treinador algum que não goste de novos e melhores jogadores, mas eu gosto do meu elenco e estou satisfeito”, disse o treinador ao site da UEFA.

Uma equipe que quer surpreender é o Vaslui, que aposta em mão-de-obra espanhola para esta temporada, incluindo o treinador Juan Ramón López Caro e jogadores como Rodolfo Bodipo, ex-Deportivo La Coruña, e o ex-capitão do Betis David Rivas. E sempre há os gigantes Steaua e Rapid Bucareste, sempre querendo retomar o trono do futebol romeno.

Na Croácia, o Dinamo Zagreb inicia a briga pelo pentacampeonato sem seu principal atacante. Mario Mandzukic deixou o clube para jogar no Wolfsburg, da Alemanha. Para compensar as perdas, o veterano Dario Simic, zagueiro que passou muitos anos em clubes italianos e os dois últimos nos franceses do Monaco, e o atacante Arijan Ademi, de 19 anos, que veio do Sibenik. O clube também trocou de treinador. Saiu Krunoslav Jurcic, entrou Velimir Zajec, e o clube já passou sufoco nesta temporada: depois de vencer por 5×1 o Koper, da Eslovênia, na partida de ida da segunda preliminar da Liga dos Campeões, perdeu na volta por 3×0, e ficou a um gol de ser eliminado.

Depois de um começo ruim na última temporada, o Hajduk Split recuperou-se e terminou com o vice-campeonato, e conta com o talento do técnico Senijad Ibricic.

O campeonato apresentará mudanças nos outros clubes. O Varteks mudou de nome para NK Varazdin após perder o patrocínio da Varteks, uma marca de roupas, e quase ficava fora do atual campeonato devido a problemas financeiros.

Os novatos para esta temporada são o RNK Split e o Hrvatski Dragovoljac, que entram nos lugares dos rebaixados Medimurje e Croatia Sesvete.

Nesta temporada, cinco clubes serão rebaixados, e apenas o campeão croata subirá para a primeira divisão, com o campeonato diminuindo de 16 para 12 clubes em 2011-2012. Para a temporada 2012-13, serão apenas dez clubes.

Hungria: Egervári assume a seleção

A Federação Húngara de Futebol apontou Sándor Egervári como novo técnico da seleção nacional, para o lugar do holandês Erwin Koeman.

Egervári, 60 anos, foi técnico da Hungria na surpreendente campanha no Mundial Sub-20 de 2009, quando os magiares chegaram em terceiro lugar. O treinador também foi assistente de Gyorgy Mezey na última vez que chegaram a uma Copa do Mundo, em 1986.

Seu sucessor na seleção sub-21 será Antal Róth, que deixa o Haladás, enquanto Tibor Nyilasi assume a direção esportiva da federação.

A campanha de Egervári no comando da seleção principal começa no próximo dia 11 de agosto, num amistoso contra a Inglaterra, em Wembley. No dia 3 de setembro, os húngaros começam sua campanha nas eliminatórias para o Euro 2012 contra a Suécia, fora de casa. Além dos suecos, a Hungria enfrentará no grupo Holanda, Finlândia, Moldávia e San Marino.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo