Itália

Valdifiori substituiu Pirlo na seleção e recebeu o reconhecimento pelas mãos do próprio ídolo

Mirko Valdifiori recebeu sua primeira convocação à seleção italiana há duas semanas. Antonio Conte escolheu o meio-campista do Empoli para ocupar a lacuna deixada por Andrea Pirlo, lesionado. Uma honra sem tamanho para o jogador de 28 anos. Ao se apresentar para a Azzurra, Valdifiori declarou sua honra: “Pirlo tem sido o meu exemplo, o número um por 10 ou 15 anos, e me inspiro em seu estilo de jogo”. Mal sabia o novato que, após fazer a função do maestro no amistoso contra a Inglaterra, ele receberia o justo reconhecimento de seu ídolo.

VEJA TAMBÉM: Casillas agiu como um verdadeiro ídolo ao ver este garotinho se machucar no jogo do Real

Neste sábado, pelo Campeonato Italiano, a Juventus venceu o Empoli por 2 a 0. Pirlo não entrou em campo, mas estava presente no estádio em Turim. E resolveu dar um presente a Valdifiori, para incentivá-lo, parabenizá-lo pelo jogo e agradecer o carinho. O veterano esperou o seu substituto na saída de campo e lhe deu a sua camisa.

“Vê-lo no túnel me esperando para dar a sua camisa foi uma imensa alegria para mim. Ele demonstrou pela enésima vez que, além de ser um campeão dentro de campo, é acima de tudo um grande homem fora dele. Obrigado, Andrea Pirlo”, escreveu Valdifiori em sua página pessoal do Facebook.

Afinal, os ídolos representam muito mais do que acontece dentro das quatro linhas. Pirlo só comprovou a sua grandeza e deu ainda mais motivos para Valdifiori (e muito mais gente) admirá-lo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo