ItáliaSerie A

Vaiado e vitorioso, Hernanes viveu uma noite de amor e ódio em sua velha casa

A despedida de Hernanes nunca será esquecida pelos torcedores da Lazio. O choro emotivo dentro do carro era a maior prova do valor que o meio-campista dava ao clube. Mas os anos passam. E o brasileiro não pode ser culpado por seu profissionalismo. Dentro da velha casa, mas com a camisa da Internazionale desta vez, Hernanes acabou com o jogo. Marcou os dois gols e criou outras tantas oportunidades para a vitória dos nerazzurri por 2 a 1, de virada. Saiu vaiado por aqueles que o idolatravam antes. Coisas do futebol.

Diante de uma adversária que vive má temporada, a Lazio parecia com o jogo nas mãos logo de cara. Aos oito minutos, Antonio Candreva abriu o placar após boa jogada de Felipe Anderson. O ex-santista, aliás, parecia deixar a sombra o seu xará – tanto pela excelente fase que vive nos biancocelesti quanto pela intensidade que impunha no começo do duelo. Só que uma decisão contestável da arbitragem mudou os rumos da partida. O juiz expulsou o zagueiro Maurício por uma falta na entrada da área, em lance que os laziali acharam apenas para amarelo. A jogada ainda criou excelente oportunidade para Hernanes aproveitar uma brecha (que, aos adversários, aconteceu com falta) para mandar a bola no canto do goleiro Marchetti. O empate estava consumado.

A atitude de Hernanes depois do gol chamou atenção. Ao invés de recusar a comemoração, como geralmente os jogadores fazem com os ex-times, o meia deu a sua pirueta característica. Não comemorar pode até ser sinal de respeito, mas qualquer atleta tem o direito de agir como quiser, independente do grande passado que escreveu (e que nunca se apagará). Assim como os torcedores da Lazio também estão no direito de ficarem doloridos. Como aconteceu, perseguindo o brasileiro com vaias a partir de então.

Só que a crítica parece ter motivado ainda mais Hernanes. O camisa 88, que já vinha criando excelentes oportunidades para a Inter com sua visão de jogo, começou a jogar ainda mais. E resolveu o duelo no segundo tempo. A partir de um passe do meia, Icardi sofreu pênalti e causou a expulsão do goleiro Marchetti. O substituto Berisha defendeu a cobrança do argentino, mas a situação estava muito mais favorável à Inter, com dois a mais. Ranocchia já tinha salvado um lance de maneira espetacular na pequena área. Por fim, a vitória saiu aos 39, com mais um tento de Hernanes. Diante das brechas enormes na zaga, o Profeta saiu em velocidade e chutou cruzado para concluir o placar.

O resultado é custoso à Lazio, que perde o segundo lugar do Campeonato Italiano para a Roma, enquanto reaviva as chances da Inter de ir à Liga Europa ao colocá-la na segunda posição. Entretanto, o que ficará na cabeça tanto dos laziali quanto dos interistas é a noite de Hernanes. Enquanto seus antigos fãs vão questionar o antigo choro, os novos vão confiar mais no craque que não vinha sendo tão produtivo em Milão. O que nenhum dos dois lados pode negar, contudo, é o talento e o caráter de Hernanes. Por mais que discordem da atitude, ambos precisam aplaudi-lo por isso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo