Serie A

A Udinese jogou muita bola e merecia a vitória, mas a resiliência da Fiorentina garantiu um 2 a 2 divertido em Florença

Fiorentina arranca empate com gol de pênalti no fim e frustra planos da Udinese, que luta rodada a rodada contra o rebaixamento

A Udinese sabia que vencer a Fiorentina fora de casa não era tarefa fácil. Mesmo assim, se permitiu sonhar e tentar. E olha que quase chegou lá… Os Bianconeri triunfavam até os minutos finais do segundo tempo, quando o lateral-direito João Ferreira colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. M'Bala Nzola não desperdiçou a cobrança e decretou o 2 a 2.

Com o empate, a Udinese foi a 18 pontos, se manteve em 16º lugar e não conseguiu se afastar da zona de rebaixamento da Série A. Já a Fiorentina, atual quarta colocada (34 pontos), perdeu a oportunidade de tentar encostar no Milan, que enfrenta a Roma logo mais.

Udinese domina Fiorentina por completo e 1 a 0 fica barato no primeiro tempo

Os primeiros minutos de jogo foram marcados por muita cautela e trocas de passes de ambos os lados. As equipes se estudavam em campo e ninguém ameaçava movimentações mais ousadas. Até que aos 9′, a Udinese chegou com perigo pela primeira vez. E foi letal. Lorenzo Lucca recebeu na intermediária, fez o pivô e enxergou bem a passagem em velocidade de Lovric pelo lado esquerdo. O camisa 4 foi acionado, invadiu a área, bagunçou Ranieri e chutou cruzado, no cantinho de Terracciano: 1 a 0.

Apesar do gol cedo, a Fiorentina não se desesperou. Colocou a bola no chão e acelerou a troca de passes, na tentativa de encontrar brechas na defesa visitante. Cenário bom para a Udinese, que buscava pegar a Viola desprevenida em contra-ataques rápidos. Aos 22′, isso aconteceu e por pouco os Bianconeri não ampliaram a vantagem. Walace lançou na direção de Lorenzo Lucca, a marcação falhou e o centroavante ficou cara a cara com Terracciano. Ele ajeitou o corpo, mas bateu fraco, facilitando a defesa do goleiro.

A Fiorentina abusava da chamada posse de bola ‘estéril' e sequer incomodava a Udinese que, por sua vez, continuou agredindo a Viola nos contragolpes. Aos 28′, Kamara desarmou Kayode e partiu em velocidade para o campo de ataque. Roberto Pereyra fez a ultrapassagem pelo lado esquerdo da área e recebeu passe açucarado nas costas da marcação. O meio-campista argentinou chutou cruzado e parou em defesa providencial de Terracciano. Posteriormente, com 36′ no relógio, nova intervenção precisa e crucial do arqueiro da Viola. Em cobrança de falta venenosa de Samardžić, o camisa 1 voou no canto e espalmou para escanteio.

Em segundo tempo frenético, Fiorentina busca empate no fim

Após o péssimo primeiro tempo da Fiorentina, o técnico Vincenzo Italiano promoveu mudanças na equipe para a etapa complementar e lançou Arthur e Faraoni. Em um primeiro momento, não deu certo. A Udinese continuou melhor e mais perigosa. Roberto Pereyra abriu jogada com Ebosele no lado direito e apareceu na área para finalizar. O camisa 37 recebeu passe na medida do lateral e chutou em cima da marcação. Aos 6′, enfim uma resposta da Viola. Lucas Beltrán serviu Mandragora na entrada da área e o volante disparou dali mesmo. Bem posicionado, Okoye encaixou. O lance foi o suficiente para acordar os donos da casa.

Aos 10′, Faraoni descolou cruzamento perfeito e colocou na cabeça de Beltrán. O camisa 9 argentino se colocou entre os marcadores na área, testou consciente e deixou tudo igual: 1 a 1. Após o gol de empate, a tendência era que a Fiorentina aumentasse o ritmo em busca da virada e a Udinese se fechasse. A Viola de fato melhorou a produção ofensiva, mas os Bianconeri também continuaram assustando. Tanto que aos 22′, chegaram ao segundo gol. Lovric foi até a linha de fundo e cruzou para Thauvin que, com arremate de primeira, venceu Terracciano.

A Fiorentina não fez bom jogo, mas desistir não faz parte do vocabulário de Vincenzo Italiano e seus comandados. Dito isso, na base do abafa, a Viola conseguiu o empate. Com 40′, após muito perde e ganha na área, Beltrán encheu o pé e a bola explodiu no braço (aberto) de João Ferreira. O VAR denunciou a irregularidade do lance e o árbitro marcou o pênalti. M'Bala Nzola cobrou deslocando o goleiro e empatou o duelo: 2 a 2.

Estatísticas de Fiorentina 2 x 2 Udinese – Série A 2023/24

  • Posse de bola: 71% x 29%
  • Faltas: 14 x 13
  • Chutes: 10 x 12
  • Chutes no gol: 3 x 6
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo