Serie A

Torino adia título da Juventus, mas sai com gosto amargo por gol de empate sofrido nos acréscimos

A diferença que existe entre Juventus e Torino é grande. Pentacampeã, a Juventus caminha a passos largos para o sexto título e uma vitória no dérbi de Turim tornaria isso possível já nesta rodada. Além da sua vitória, teria que torcer contra a Roma. Só que o Torino não deixou. Um golaço de Adem Ljajic quase derrubou a forte Juve em casa. Gonzalo Higuaín, com um gol no final, empatou o clássico em 1 a 1 e adiou a comemoração de título.

LEIA TAMBÉM: Os dois mestres se rendem: Baresi e Maldini rasgam elogios ao sistema defensivo da Juve

Eram 33 vitórias consecutivas em casa. A última vez que a Juventus não venceu jogando no seu estádio foi em 23 de setembro de 2015, em um empate surpreendente por 1 a 1 contra o Frosinone. Desta vez, o placar foi o mesmo, 1 a 1, mas diante do Torino, sempre um time perigoso e com a motivação extra do clássico contra o time mais forte da cidade.

O gol de Ljajic, de falta, daria a primeira vitória do Torino na casa da Juventus desde 1995. As coisas complicaram quando Afriyie Acqua acabou expulso pelo segundo cartão amarelo, ambos muito controversos. Eram 11 minutos do segundo tempo e a situação ficou difícil. Segurar a Juve, no seu estádio, com um jogador a menos é uma situação complicada.

O Torino ia muito bem no jogo, mas não resistiu sem sofrer gols até o final. Aos 46 minutos, Higuaín recebeu a bola pelo meio, puxou para o pé direito e finalizou muito bem, no cantinho, e marcou o gol de empate. Manteve a invencibilidade em casa na temporada, mesmo que tenha quebrado a sequência de vitórias consecutivas.

O título não virá este fim de semana, mas pode vir na próxima rodada. Até porque o adversário será justamente a Roma, na capital italiana. Um empate bastará para que a Juventus comemore o seu 33º scudetto. Ganhou 35 títulos em campo, mas dois deles (2004/05, 2005/06) foram retirados pelo escândalo Calciopoli.

Na terça-feira a Juventus entra em campo, no mesmo estádio, para defender a sua vantagem de 2 a 0 conquistada diante do Monaco. O time poderá perder até por um gol de diferença para avançar à decisão da Champions League.


juv2 por ReplayFootCom

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo