ItáliaSerie A

Torcedor infarta em dérbi na Itália e, por respeito, jogadores rodam a bola até o apito final

Infelizmente, esta não foi a primeira e nem será a última vez que um torcedor falece por problemas cardíacos dentro de um estádio, um ambiente tão propício a mexer com as emoções. O episódio mais recente aconteceu durante dérbi pela Serie B italiana, entre Perugia e Ternana, os principais rivais da região da Umbria. O senhor de 60 anos passou mal nas arquibancadas e, apesar do rápido atendimento, veio a óbito no local. A beleza da triste história, no entanto, está no gesto de respeito dos jogadores em campo. Diante da ordem para que o jogo seguisse em frente, os clubes rivais se recusaram, e por 11 minutos tocaram bola apenas para gastar o tempo, esperando o apito final. O dérbi terminou empatado em 1 a 1.

A tragédia aconteceu aos 42 minutos do segundo tempo. A partida chegou a ser paralisada para tentar facilitar o salvamento, mas não houve sucesso. Depois disso, a arbitragem decidiu seguir em frente com o confronto, o que causou protestos entre os torcedores do Perugia, que invadiram o campo e causaram nova interrupção. Não foi o suficiente para mudar a ideia dos responsáveis pela partida. Ao menos o bom senso imperou entre os jogadores.

Apesar dos acréscimos de oito minutos, Perugia e Ternana apenas rodaram a bola no gramado. Os torcedores vaiaram a decisão da arbitragem, mas ao apito final reconheceram a postura dos atletas com aplausos. “As autoridades deram a ordem e as duas equipes combinaram de não continuar jogando. Ao final, percebemos que foi a decisão mais justa a se tomar”, declarou o presidente do Perugia, desejando também condolências à família.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo