Serie A

Surgido como grande talento e atrapalhado por lesões, Mattia Caldara é emprestado ao Spezia pelo Milan

Com 28 anos e depois de passar a temporada emprestado ao Venezia, Caldara vai jogar pelo Spezia na próxima temporada para se manter na Serie A

O zagueiro Mattia Caldara completou a sua transferência para o Spezia, emprestado pelo Milan até o final da temporada. Aos 28 anos, o zagueiro passou a temporada passada no Venezia, também por empréstimo, e vai continuar na Serie A, novamente em um clube que briga contra o rebaixamento. O contrato tem opção de compra ao final do vínculo. Ele j[a fez a estreia neste domingo, em um jogo-treino contra o time amador Stegen.

O jogador surgiu como um grande talento do futebol italiano, mas nunca vingou, apesar de duas passagens por grandes clubes. Ainda busca encontrar o seu espaço. Nascido em Bergamo, Caldara foi revelado pelas categorias de base da Atalanta. Chegou a ser emprestado ao Trapani e ao Cesena antes de se firmar no time principal. A sua temporada de grande destaque foi em 2016/17, quando fez 31 jogos pela Atalanta e foi um dos melhores zagueiros da Serie A.

Em janeiro de 2017, a Juventus pagou € 19 milhões para contratar o jogador, mas o manteve emprestado ao clube de Bergamo até o final da temporada. Era de se imaginar que ele daria o salto para ser o futuro da Juventus, que tinha zagueiros que estavam envelhecendo. Só que circunstâncias do mercado mudaram.

Caldara ficou ainda uma temporada na Atalanta, 2017/18, e só em 2018 iria para a Juventus. Só que na mesma janela que chegou à Velha Senhora, surgiu uma oportunidade que a Juventus quis aproveitar. Em uma troca que envolveu Leonardo Bonucci voltando à Juve e Gonzalo Higuaín e ele indo para o Milan, se transferiu mais uma vez. Era de se esperar que ele tomasse a posição no Milan, mas não foi o que aconteceu.

Teve diversos problemas com lesões, a começar por problemas musculares, depois uma lesão no tendão de aquiles que o afastou por 21 jogos, depois mais uma lesão grave, uma ruptura de ligamentos. Jogou muito pouco naquela temporada 2018/19, entrando em campo apenas três vezes – sendo um desses jogos pelo time primavera.

Na temporada seguinte, 2019/20, ainda em recuperação de lesão, não conseguiu jogar no Milan. Foi emprestado em janeiro de 2020 para a Atalanta, onde tentaria recuperar o seu futebol. Fez, então 18 jogos, atuando em bom nível pela equipe. Ficou um ano e meio atuando pelo clube de Bergamo, mas ao retornar ao Milan, novamente não teve espaço e foi imediatamente negociado com o Venezia na temporada passada, 2021/22, onde jogou por empréstimo.

Titular do Venezia em 37 dos 38 jogos que fez na temporada, manteve um bom nível, mas não tão bem quanto jogava pela Atalanta. O clube foi rebaixado e, apesar da necessidade do Milan em ter zagueiros, o clube preferiu emprestá-lo mais uma vez. O Spezia será mais uma chance para Caldara mostrar que tem nível para estar em clubes maiores e até voltar à seleção italiana – ele jogou apenas duas vezes, ambas em 2018.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo