Serie A

Serie A termina com maior média de gols entre as cinco grandes ligas e sua maior desde 1951

Combinando tradição e memória afetiva, a Serie A possui um dos melhores campeonatos da Europa. É difícil encontrar alguém que passe de seus 25 anos e não se lembre com carinho dos grandes times nos anos áureos do Calcio. Em futebol, porém, a liga italiana ficou devendo algumas vezes nos últimos anos. Não nessa temporada. Por mais que a Juventus tenha levado o hexacampeonato com certa tranquilidade, não dá para negar o bom nível de emoção em muitos jogos da competição. E, inclusive, a vocação de muitos times ao ataque. O que se traduz em números: ao término do certame, nenhuma outra grande liga do Velho Continente teve tantos gols.

A Serie A 2016/17 contou com um total de 1.123 bolas nas redes. A última rodada auxiliou bastante a inflar esta marca, especialmente neste domingo. O Chievo foi o único dos 20 clubes a passar em branco, enquanto seis partidas tiveram quatro gols ou mais, num total de 44 tentos. Ainda assim, um pouco abaixo do recorde em uma só rodada, estabelecido na penúltima semana de abril, com 48 tentos. Nenhuma outra das chamadas cinco grandes ligas europeias (Alemanha, Espanha, França e Inglaterra) teve uma média de gols tão alta nesta temporada, ou mesmo se aumentarmos o escopo para outros campeonatos secundários – como os de Portugal, Holanda, Rússia, Ucrânia, Bélgica e Turquia.

A marca da Serie A, aliás, é bem respeitável na história recente. Juntando as cinco grandes ligas neste século (desde 2000/01), apenas a Bundesliga em 2013/14 e em 2003/04 registrou médias superiores. Nenhuma edição de La Liga, Premier League ou Ligue 1 viram tantas redes estufadas no período mencionado que a Serie A 2016/17. Além disso, na própria Itália, a marca encontra um registro maior apenas voltando a 1950/51, quando os times do Calcio somaram 1.192 tentos.

A prolificidade se distribuiu de maneira considerável entre os times. Seis equipes registraram mais de 70 gols no total: Napoli, Roma, Juventus, Napoli, Internazionale e Torino. No máximo, a Premier League se aproximou com cinco times superando tal marca. Além disso, a veia artilheira de alguns jogadores chamou a atenção. Edin Dzeko, Dries Mertens, Andrea Belotti, Gonzalo Higuaín, Ciro Immobile e Mauro Icardi anotaram mais de 20 gols. Nos outros campeonatos nacionais maiores, esse número girou entre três ou quatro atletas.

Obviamente, as estatísticas nem sempre podem ser levados ao pé da letra e refletem outras consequências – por vezes, certos desníveis de competitividade ou fragilidade de defesas. Fato é que, em uma liga tradicionalmente defensiva como a italiana, a quantidade de gols significa muito. Enfatiza também uma aptidão de diversas equipes ao jogo ofensivo e a presença de atacantes de alto nível. Quem desmerece o Calcio nos últimos meses precisa assistir aos jogos um pouco mais.

Médias de gols das principais ligas europeias em 2016/17

Serie A – 2,96 gols por jogo
La Liga – 2,94 gols por jogo
Bundesliga – 2,87 gols por jogo
Premier League – 2,8 gols por jogo
Ligue 1 – 2,61 gols por jogo

[embedcode get="script" playlist_id="match"]
Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo