Serie A

Sassuolo vai buscar empate com o Napoli em jogo dramático e bagunça a briga pela ponta na Serie A

Após sair perdendo por 2 a 0, Sassuolo foi buscar o empate e chegou até a virar, mas gol foi anulado pela arbitragem com o uso do VAR

O Sassuolo parecia que iria sofrer uma derrota em casa, mas mostrou que não eram favas contadas. O líder Napoli foi até o Mapei Stadium e abriu 2 a 0, em um jogo que se encaminhava para mais uma vitória dos líderes. Só que o que vimos foi um Sassuolo que brigou muito, buscou reagir, arrancou o empate e por pouco não conseguiu também a virada. Nos acréscimos, o terceiro gol saiu, mas foi anulado pela arbitragem por uma falta no começo da jogada, após consulta no VAR. No fim, o 2 a 2 acabou sendo um grande jogo.

O Napoli vinha de uma goleada por 4 a 0 sobre a Lazio e tinha três pontos de vantagem na liderança da tabela antes do início da rodada. Tudo parecia que continuaria muito bem, obrigado. Depois de um primeiro tempo sem gols, Fabián Ruiz recebeu de Piotr Zielinski e chutou de fora da área para marcar 1 a 0, aos seis minutos.

O segundo gol não demorou. Aos 14, Zielinski mais uma vez foi quem deu o passe, desta vez para o atacante Dries Mertens, que recebeu dentro da área e marcou em um chute cruzado: 2 a 0. O jogo, então, parecia encaminhado por mais uma vitória. Tanto é que o técnico Luciano Spalletti até decidiu poupar Mertens ao colocar Andrea Petagna no seu lugar. O time ainda perdeu Fabian Ruiz, machucado.

Só que as coisas começaram a se complicar para o Partenopei aos 26 minutos. Giorgios Kyriakopoulos, que entrou no segundo tempo, acionou Gianluca Scamacca dentro da área e o centroavante mostrou seus recursos. Dominou, girou e chutou lindamente, uma porrada na bola que nem deu tempo para o goleiro David Ospina reagir: 2 a 1.

A busca pelo empate se acirrou. Grégoire Defrel entrou no lugar de Giacomo Raspadori. Aos 44 minutos, em cobrança de falta de Domenico Berardi, o zagueiro e capitão Gian Marco Ferrari cabeceou bonito, com estilo, e marcou: 2 a 2. Empate no Mapei Stadium.

Á história poderia ter acabado ali, mas não foi bem assim. Aos 49 minutos, Domenico Berardi recuperou a bola no campo de ataque e acionou Defrel, que, de fora da área, chutou rasteiro e acertou o canto: virada e loucura no estádio dos neroveri, 3 a 2 para o Sassuolo.

O francês comemorou muito, tirou a camisa, até tomou amarelo depois por isso. De nada adiantou: o VAR chamou o árbitro Ivano Pezzutto por uma possível falta de ataque. Após revisar a jogada, o árbitro decidiu marcar a falta de Berardi e anulou o gol. Prevaleceria o empate. O técnico Luciano Spalletti tinha sido expulso em meio à confusão, por excesso de reclamações.

No fim, o placar permaneceu 2 a 2 e o Sassuolo conseguiu dar uma boa bagunçada na disputa pela ponta da Serie A. O Napoli segue em primeiro, com 36 pontos, seguido pelo Milan, que venceu o Genoa por 3 a 0, e é seguida pela Inter, com 34 pontos. A Atalanta é a quarta colocada, com 31 pontos.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo