Serie A

Roma teve gol de Abraham e sofrimento para vencer a Udinese

Em jogo apertado no Estádio Olímpico, Roma venceu graças a uma grande jogada do lateral Calafiori e o gol de Abraham

A Roma conseguiu uma vitória sofrida diante da Udinese por 1 a 0, graças a um gol de Tammy Abraham em uma jogada de muita raça do lateral esquerdo Riccardo Calafiori. A vitória pelo placar mínimo teve ares de sofrimento e deixa uma sequela para o clássico contra a Lazio no fim de semana: a expulsão de Lorenzo Pellegrini, capitão do time, no fim do jogo. Com isso, ele estará suspenso no Derby dela Capitale.

Após perder no fim de semana para o Verona, a Roma tentava se recuperar. Só que tinha problemas na escalação: o lateral esquerdo Matías Viña estava machucado, assim como Leonardo Spinazzola, que se machucou na Eurocopa. Por isso, Riccardo Calafiori foi escalado como titular do time. Quem retornou ao time foi o armeno Henrikh Mkhitaryan, que começou a partida como titular.

Foi justamente Mkhitaryan que começou levando perigo em um bonito chute, que acabou tocando na trave. O time romanista ainda acertou outra bola nas traves com a cabeça de Nicolò Zaniolo, em cobrança de escanteio de Bryan Cristante.

A melhor chance da Udinese veio com o argentino Roberto Pereyra, mas a defesa dos giallorossi conseguiu bloquear o chute para impedir o gol. Foi justamente no contra-ataque desse lance que surgiu o gol da Roma.

Eram 36 minutos do segundo tempo, Calafiori brigou pela bola na ponta esquerda, tabelou, recebeu em profundidade, ganhou na corrida e no corpo de Nahuel Molina e rolou para o meio, onde o centroavante Tammy Abraham só tocou para o gol. Ele chegou à frente da bola, mas teve a esperteza de tocar de calcanhar e não desperdiçar a chance de marcar 1 a 0.

No segundo tempo, a Udinese tentou com tudo o empate. Foi Gerard Deulofeu o dono da melhor chance do time de Udine. O atacante espanhol fez o goleiro Rui Patricio trabalhar e Gianluca Mancini conseguiu bloquear Ignacio Pussetto de marcar.

Deulofeu, muito ativo no jogo, tentou novamente e desta vez não havia nenhum jogador da Udinese no rebote. Os Friulani pediram pênalti, mas não foram atendidos. O árbitro considerou que a bola bateu na costela e depois no braço, por isso não marcou a penalidade.

No final do jogo, Pellegrini recebeu um segundo cartão amarelo por ter saltado com os braços abertos e acertado Lazar Samardzic. Os romanistas reclamaram muito por considerar que o árbitro foi muito rigoroso ao dar o cartão. A expulsão, já aos 45 minutos do segundo tempo, deixou o meio-campista de fora dos segundos finais do jogo, mas principalmente o tira do jogo contra a Lazio. O clássico será no domingo.

No final, Deulofeu tentou mais uma vez no seu confronto com Rui Patrício. O atacante espanhol cobrou uma falta com perigo, mas o goleiro português espalmou e conseguiu defender. O resultado acabou mesmo 1 a 0 para os giallorossi, que saem com a vitória.

O time comandado por José Mourinho chega a 12 pontos e está em quarto na tabela da Serie A, atrás do Napoli, com 15, e de Milan e Inter, ambos com 13. A disputa na parte de cima da tabela parece que será interessante por esses cinco primeiros jogos.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo