ItáliaSerie A

Prazer, Coutinho

Porque jogará a fase preliminar da Liga Europa, a partir de 2 de agosto, a Internazionale teve de começar a pré-temporada antes dos rivais. Está em um nível avançado de preparação física, portanto. E demonstrou isso no último fim de semana ao vencer o Troféu Tim, charmoso torneio triangular que reúne Inter, Milan e Juventus em partidas de 45 minutos. Um jogador brasileiro em especial tem se destacado bastante: Philippe Coutinho.

Aos 20 anos recém-completados, o Pequeno Príncipe parece ter dado adeus à timidez que lhe servia de sombra na Inter. No Troféu Tim, Coutinho marcou gol e foi escolhido o melhor atleta do triangular, dando sequência às boas participações (sempre com gols) nos outros amistosos da pré-temporada, contra os modestos Trentino e Koper. Finalmente, o brasileiro tem se exibido como fazia no Vasco e nas seleções brasileiras de base. Mérito dele, que aproveitou os seis meses em que passou emprestado ao Espanyol, de Barcelona.

Coutinho desembarcou na Catalunha em janeiro e logo se firmou como titular. No segundo turno do Campeonato Espanhol, disputou 16 jogos (começou 14 deles), marcou cinco gols e foi um dos jogadores mais regulares do bom time do Espanyol. Querido pela torcida, a direção do clube até se esforçou para mantê-lo no clube, mas o novo comandante da Inter exigiu que o brasileiro voltasse. Depois de ser abandonado por Claudio Ranieri, o jovem Andrea Stramaccioni abriu a porta da frente para o fantasista brasileiro.

O trabalho de Stramaccioni, que gosta de conversar com os jogadores e dá muita atenção ao aspecto psicológico, parece ter sido suficiente para despertar a agressividade do futebol de Coutinho, que ganhou do técnico a camisa 7 que até agora pertencia a Pazzini. O desenvolvimento do aspecto tático do jogo do brasileiro, que parte para sua terceira temporada no futebol europeu, tem permitido a ele manter o nível em qualquer posição que jogue.

Em 90 minutos de Troféu Tim, por exemplo, Coutinho jogou em três posições diferentes. Contra a Juventus, começou ao lado de Palacio atrás do centroavante Milito, num 4-3-2-1, e terminou o jogo como único meia-atacante, quando o esquema passou a ser o 3-4-1-2. Frente ao Milan, jogou de meia-esquerda no 4-4-2 em linhas e também manteve o passo.

Em todas as partes do campo, Coutinho mostrou-se arisco e agressivo. Tentou dribles, se apresentou para tabelas, infernizou a saída de bola adversária, deu opção quando o meio-campo interista começava as jogadas. Também surpreendeu o torcedor por ter voltado da Espanha com mais força e resistência. Com confiança, preparo físico e boa cabeça, a ótima técnica poderá se tornar protagonista da próxima temporada da Inter. Aguardemos os próximos capítulos.

Pallonetto

 

– O Milan decidiu devolver o dinheiro dos torcedores que compraram carnês para assistir a todos os jogos do time em casa na temporada e ficaram insatisfeitos com o redimensionamento causado pelas vendas de Thiago Silva e Ibrahimovic.

– Dois torcedores do Napoli foram detidos na pequena cidade de Dimaro. Eles furtaram uma dúzia de camisas do hotel onde o time estava concentrado.

– Alessandro Del Piero, que deixou a Juventus depois da temporada passada, recebeu uma proposta do Muangthong, da Tailândia. A oferta por dois anos de contrato ultrapassa os 10 milhões de euros.

– Mais mercado: a Fiorentina acertou com o colombiano Cuadrado, autor de uma ótima campanha com o Lecce na última temporada; a Juventus tenta atravessar o negócio da Roma com Destro; o Milan escolheu o jovem Yanga-Mbiwa, do Montpellier, como herdeiro de Thiago Silva; Pazzini continua forçando a permanência na Inter de Milão, apesar do interesse da Lazio.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo