Serie A

O Milan passou aperto contra o Genoa, mas voltou a vencer no San Siro e se garantiu na vice-liderança

Rossoneri sempre estiveram à frente no placar, mas tomaram pressão no fim do segundo tempo

O Milan atravessa momentos instáveis na Serie A. Permitiu que a Internazionale se desgarrasse na liderança e já tinha motivos para se preocupar com a vaga na próxima Champions League. Para se recuperarem, os milanistas precisavam corresponder como mandantes, depois de seis partidas consecutivas sem vencer dentro do San Siro – duas delas pela Liga Europa. Neste domingo, ao menos, os rossoneri abriram os trabalhos no Campeonato Italiano com a recuperação. Não seria uma vitória simples, mas a equipe de Stefano Pioli bateu o Genoa por 2 a 1 e firmou o pé na segunda posição, sem chances de ultrapassagem ao menos nesta rodada.

Melhor durante os primeiros minutos, o Milan abriu o placar logo aos 13. Depois que Theo Hernández carimbou a barreira numa cobrança de falta, Pierre Kalulu ajeitou e Ante Rebic acertou um lindo chute cruzado, sem pulo. O duelo seguiu aberto depois disso e os dois goleiros tiveram que intervir. O Genoa, no entanto, logo passou a ensaiar o empate. Milan Badelj quase anotou um golaço, mas mandou por cima. Já aos 37, veio o tento dos rossoblù. Depois de uma cobrança de escanteio, Mattia Destro prevaleceu na área e emendou de cabeça. Antes do intervalo, os milanistas ainda tentaram recobrar o prejuízo, mas a pressão não fez efeito.

O segundo tempo voltou ainda com o Milan no comando. Os rossoneri insistiam, mas não conseguiam aproveitar os espaços. Na melhor delas, Rebic isolou. O Genoa, no entanto, ainda deu um susto e quase virou com Marko Pjaca, que tinha saído do banco. Os milanistas vieram com três trocas aos 17, incluindo Mario Mandzukic no ataque, além de Brahim Díaz e Diogo Dalot. O gol não demorou, aos 23, mas veio num lance de sorte. Após cobrança de escanteio, Gianluca Scamacca não via o lance e a bola bateu na sua nunca antes de entrar, sem chances a Mattia Perin, num bisonho gol contra.

Durante a reta final da partida, o Milan ainda passou aperto. O Genoa tentou o empate e poderia ter conseguido. Pjaca mais uma vez incomodou, mas o lance mais impressionante ocorreu já aos 41. Foram duas bolas em sequência travadas quase em cima da linha pelos milanistas, por Simon Kjaer e Fikayo Tomori, quando Gianluigi Donnarumma já estava batido ao não conseguir agarrar um cruzamento. O sufoco se seguiu até o apito final, quando finalmente os rossoneri puderam comemorar.

O Milan chega aos 66 pontos na Serie A. São oito pontos a menos que a Internazionale, embora o objetivo neste momento seja mesmo evitar a ameaça de quem vem mais abaixo. Desta maneira, os rossoneri conseguem abrir provisoriamente uma vantagem de sete pontos no G-4, ainda aguardando os desdobramentos da rodada. O Genoa é o 13°, com 32 pontos, sete à frente da zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo