Serie A

O Milan muito tentou, mas saiu frustrado do empate com o Bologna, que deixa a Serie A ainda mais acirrada

O Milan parou no goleiro Skorupski, que preservou o 0 a 0 no placar, para a felicidade de Napoli e Inter

O Milan fechou a rodada da Serie A nesta segunda-feira e o resultado no San Siro seria bem mais comemorado pelas torcidas concorrentes ao Scudetto. Os rossoneri chegaram a 33 finalizações contra o Bologna, mas não conseguiriam tirar o 0 a 0 do placar. Os rossoblù tiveram bons momentos no duelo e também contaram com a ótima atuação do goleiro Skorupski. Com isso, a gordura dos milanistas na liderança diminui. Napoli e Internazionale, que venceram no final de semana, reduzem a diferença em relação ao time de Stefano Pioli – restando apenas sete rodadas numa corrida emocionante pelo troféu.

O primeiro tempo no San Siro seria bastante intenso, com alternância entre os times. O Milan martelou bastante, mas com o Bologna mantendo o equilíbrio e respondendo no ataque principalmente durante a primeira meia hora. As ocasiões não eram tão efetivas de início, embora as duas equipes se lançassem ao ataque e buscassem os arremates. Aos 16 minutos, Rafael Leão tentou a finalização e mandou por cima da meta. Gary Medel também seria providencial numa tentativa de Brahim Díaz. Do outro lado, Mike Maignan fazia defesas seguras, até precisar voar para salvar uma batida de longe de Musa Barrow.

Durante a reta final do primeiro tempo, o Milan conseguiu ter uma superioridade mais clara na partida. Quem apareceu, então, foi Lukasz Skorupski. O goleiro do Bologna realizou duas defesas providenciais depois dos 40. Primeiro, defendeu com segurança a cabeçada de Olivier Giroud. Pouco depois, em outra testada do francês, o arqueiro voou para impedir o primeiro tento milanista. Foram 17 finalizações da equipe da casa, apenas três no alvo, e esbarrando na inspiração do arqueiro.

O segundo tempo veria o Milan seguir em cima, o que conteve o Bologna. Os rossoneri tentavam forçar mais a defesa adversária, enquanto os rossoblù não tinham muito escape nos contragolpes. O problema seria destravar a marcação. Rafael Leão aparecia um pouco mais na criação. Já uma grande ocasião veio aos 16, quando Davide Calabria surgiu na lateral da área e chutou cruzado, mas Medel executou um desvio salvador. Pouco depois, seria a vez de Ante Rebic tentar sem sucesso.

Aos 25, Zlatan Ibrahimovic e Ismaël Bennacer davam novas possibilidades ao Milan. O time até pareceu se animar, com um tiro perigoso de Leão na sequência. Mas não que o jogo tenha se aberto. Um choque de cabeça entre Ibra e Medel ainda gerou uma paralisação que esfriou o duelo. Durante a reta final, os milanistas passaram a exercer uma blitz e tentavam forçar principalmente no jogo aéreo. Fikayo Tomori e Ibrahimovic arriscaram, sem tanta qualidade para conseguir o tento. Os oito minutos de acréscimos davam grande sobrevida. Já aos 50, Skorupski testou firme e Skorupski salvou de novo. Seria o milagre final, que frustrou os anfitriões.

O Milan preserva a liderança, mas sem qualquer conforto. Os rossoneri chegam aos 67 pontos, um a mais que o Napoli. Já a Internazionale tem 63, mas com uma partida a menos. A briga volta a se acirrar. O Bologna ocupa o 12° lugar na tabela, com 34 pontos, sem grandes objetivos para a reta final do campeonato.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo