Serie A

O Lecce é campeão da Serie B e sobe ao lado da Cremonese, que volta à elite após 26 anos, numa rodada final emocionante

Sem que nenhum dos acessos estivesse decidido, o Monza de Berlusconi pagou o pato ao perder e ser ultrapassado pela Cremonese

Poucas vezes uma sexta-feira guardou tantas emoções no Campeonato Italiano. A Serie A teve jogos malucos nas duas pontas da tabela, com as vitórias de Internazionale e Genoa. Já a Serie B viveu uma pulsante rodada final, em que nenhuma equipe tinha confirmado ainda o acesso direto. Favorito na competição, o Lecce adiou o serviço no final de semana passado, mas dessa vez cumpriu sua parte. Sobe dois anos após o rebaixamento, de quebra com o título da segundona. Já a grande novidade é a vice-campeã Cremonese, que retorna à elite depois de 26 anos. Os grigiorossi venceram o Como por 2 a 1, mas dependeram também de um tropeço do Monza. O time de Silvio Berlusconi saiu do segundo lugar para o quarto, ao perder por 1 a 0 para o Perugia, que assim entrou para os playoffs na última vaga. Pisa, Monza, Brescia, Ascoli, Benevento e Perugia disputarão a última vaga na Serie A de 2022/23.

O acesso do Lecce era o mais aguardado. Os giallorossi passaram quase todo o segundo turno entre as duas primeiras colocações e se distanciavam da loucura que se tornou a reta final da competição. Todavia, mesmo com sua boa sequência recente, a equipe adiou a comemoração na rodada passada. Dependia apenas de si e perdeu para o Lanerossi Vicenza por 2 a 1. Já nesta sexta, diante de sua torcida no Estádio Via del Mare, o Lecce não decepcionou contra o lanterna e já rebaixado Pordenone. O placar de 1 a 0 foi até magro, para o 24 a 2 em finalizações. O gol decisivo saiu logo no início do segundo tempo, anotado por Zan Majer.

O Lecce possui 16 participações anteriores na Serie A, todas registradas a partir de 1985/86. Curiosamente, o clube nunca passou mais do que quatro temporadas consecutivas na elite. A última aparição, em 2019/20, durou apenas um ano – depois de sete anos longe da primeira prateleira. A equipe atual é treinada por Marco Baroni, treinador rodado nas divisões de acesso, que atuou pelos giallorossi na década de 1980. Já a grande figura da campanha foi o veterano Massimo Coda, com 20 gols e 10 assistências. O vice-artilheiro do time foi o ponta brasileiro Gabriel Strefezza, trazido da Spal, enquanto o goleiro titular foi Gabriel, prata olímpica em 2012 e antigo reserva do Milan.

Já a Cremonese também flertou com o acesso durante boa parte da campanha, mas quase perdeu a chance na reta final. Os grigiorossi passaram a frequentar o G-2 no começo do segundo turno e emendaram quatro rodadas na liderança até o início de abril. Porém, uma sequência de três derrotas em quatro rodadas levou o time à terceira posição justamente antes do último compromisso. Era necessário vencer e secar o Monza, um ponto à frente. Foi exatamente o que aconteceu. A Cremonese cumpriu sua parte fora de casa, diante do Como, este já sem interesse na tabela. A vitória por 2 a 1 contou com dois gols de Samuele Di Carmine, que já tinha sido herói da última promoção do Verona. Somente no fim o time da casa descontou, sem estragar a festa.

A Cremonese possui 14 participações na primeira divisão do Campeonato Italiano, com o período mais duradouro na década de 1920. O retorno à elite demorou 54 anos, numa rápida aparição em 1983/84. A equipe retornaria outras vezes em 1989/90 e 1991/92, com quedas imediatas, até que o acesso em 1993/94 rendesse três campanhas consecutivas. Desde o rebaixamento em 1995/96, os grigiorossi nunca mais tinham voltado. Pior, a equipe chegou a passar pela quarta divisão na virada do século e ficaria mais tempo na terceirona do que na segundona. A ascensão atual começa em 2016/17, com a volta para a Serie B. Foram quatro campanhas de meio de tabela, para que finalmente o time realmente brigasse pelo acesso e fosse vice-campeão na atual temporada. O comandante responsável é Fabio Pecchia, que acompanhou Rafa Benítez como assistente em diferentes trabalhos. Antes da Cremonese, seguiu voo solo por Verona, Avispa Fukuoka e Juventus Sub-23.

A grande decepção da Serie B mais uma vez é o Monza, cercado de expectativas pelo investimento de Silvio Berlusconi e pela parceria de Adriano Galliani na gestão do futebol. Antigo jogador do Milan, Giovanni Stroppa é o treinador. Já o elenco atual tem Gabriel Paletta, Luca Caldirola e Gastón Ramírez entre seus medalhões. Os biancorossi faziam uma campanha de meio de tabela e cresceram a partir de março, com seis vitórias em sete rodadas. Quando entraram na zona de acesso direto, porém, só venceram um jogo nas últimas quatro rodadas. Os 4 a 1 sobre o Frosinone no antepenúltimo compromisso foi um banho de água fria e os 3 a 0 sobre o Benevento na sequência até recobraram a segunda posição. Todavia, num jogo decisivo para os dois lados, o Perugia se deu melhor com o triunfo por 1 a 0 em casa nesta sexta. Gabriele Ferrarini fez o gol aos 40 do segundo tempo.

Mesmo se empatasse, o Monza não conseguiria o acesso inédito para a Serie A. O jeito será disputar os playoffs. Os biancorossi entram diretamente nas semifinais, ao lado do Pisa. Em busca da volta à elite depois de 31 anos, os nerazzurri ganharam do Frosinone nessa rodada final e assumiram a terceira colocação. O time dirigido por Luca D’Angelo liderou durante a maior parte do primeiro turno, mas decaiu na virada do ano. Seu resultado foi justamente o que ajudou o Perugia a seguir vivo na competição.

As quartas de final dos playoffs da Serie B terão Brescia x Perugia e Ascoli x Benevento. O Perugia era o único que não tinha se confirmado antes da rodada final e, com sua vitória contra o Monza e a derrota do Frosinone, assumiu a oitava colocação pela vantagem no confronto direto com os concorrentes. Desses quatro, Brescia e Benevento são os mais recentes na Serie A, com os biancazzurri rebaixados há duas temporadas e os giallorossi caindo na última. Já o Ascoli não figura na primeira prateleira desde 2006/07, enquanto o Perugia jogou a elite pela última vez em em 2003/04. Os playoffs começam no próximo final de semana. O jogo de volta da decisão está marcado para 29 de maio.

Por fim, entre os rebaixados, Pordenone e Crotone já estavam confirmados na Serie C. A última a cair diretamente foi a Alessandria, derrotada numa decisão contra o Lanerossi Vicenza dentro de casa. As duas equipes vinham separadas por três pontos e uma vitória do Vicenza poderia inverter as posições. Foi o que aconteceu, com o triunfo por 1 a 0 garantido por Sebastien De Maio aos 23 minutos do primeiro tempo. A Alessandria também acabou ultrapassada pelo Cosenza, que fez 1 a 0 na Cittadella. Vicenza e Cosenza, ainda assim, precisarão se enfrentar nos playoffs contra o rebaixamento. Quem perder nos jogos de ida e volta vai cair.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo