ItáliaSerie A

Nos 50 anos de Roberto Mancini, ignore o técnico contestável e relembre o atacante cerebral

Para quem tem memória mais curta, Roberto Mancini não passa de um técnico que declina em seus próprios erros. De títulos secundários com Fiorentina e Lazio à hegemonia na Serie A com a Internazionale, o italiano se enrolou em polêmicas no Manchester City e teve uma trajetória apagada pelo Galatasaray. Passará o aniversário de 50 anos em Milão, quebrando a cabeça para reconstruir a Inter em sua segunda estadia no Giuseppe Meazza. No entanto, o ex-atacante merece ser celebrado em uma data tão especial. Principalmente por seu passado como jogador, quando era um dos melhores da posição no país.

LEIA MAIS: A Sampdoria conquistou o Italiano em sua era de ouro e quase faturou também a Champions

O garoto surgido no Bologna logo foi levado a peso de ouro para a Sampdoria, que almejava ascender ao topo da Serie A. Ao lado do inseparável Vialli, Mancini acabou sendo fundamental na ascensão dos blucerchiatti. O camisa 10 de muita categoria e chutes cirúrgicos estrelou o clube nas boas campanhas no Italianão entre os anos 1980 e 1990. Foram nove temporadas com pelo menos 12 gols, além do prêmio de jogador do ano em 1996/97. Conquistou um Scudetto, quatro Copas da Itália, uma Recopa Europeia e ainda foi vice da Champions.

Mancini deixou Gênova aos 33 anos. Mesmo assim, tinha lenha para queimar. E também passou de maneira inesquecível pela Lazio, em um timaço com a qual repetiu as conquistas na Serie A, na Copa da Itália e na Recopa Europeia. Tempo também para marcar um dos gols mais antológicos do futebol italiano, em calcanhar genial contra o Parma de Buffon. Após uma fugaz ida ao Leicester, encerrou a carreira com 156 gols no Italiano, o 18º maior artilheiro da liga. Também disputou uma Copa do Mundo, terminando em terceiro com a Azzurra em 1990.

Abaixo, o vídeo com grandes gols de Mancini pela Serie A nos anos 1990. Atenção para a pintura contra o Parma, a partir de 2:50. Para quem quiser, o Youtube também disponibiliza os 156 tentos pela Serie A, divididos em cinco partes a partir deste link.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo