Serie A

No clássico em Turim, escolha tática ajudou a Juventus

O Derby della Mole desta 25ª rodada do Campeonato Italiano foi equilibrado, renhido, com mais preocupações defensivas de ambos os arquirrivais de Turim. Todavia, foi uma escolha tática do técnico Massimiliano Allegri que ajudou a Juventus a superar o Torino: foi justamente Alex Sandro, adiantado para a esquerda do ataque, o autor do gol que decidiu a partida no Olímpico Grande Torino.

Valeu a pena, já que a principal opção de finalização no ataque bianconero ficou fora de combate já nos primeiros minutos de jogo. Aos três do primeiro tempo, após passe de Miralem Pjanic, Gonzalo Higuaín entrou na área para finalizar, mas Salvatore Sirigu saiu da meta para evitar o gol da Juve. Fez mais: na dividida com Higuaín, o argentino caiu no chão e começou a sentir dores no tornozelo, que o tiraram do jogo aos 15 minutos, cedendo a vaga a Federico Bernardeschi.

Mesmo com a perda de Higuaín, nos raros avanços, a Juve atacava mais. Aos 20 minutos, pela direita, Douglas Costa cruzou, e a bola chegou a Kwadwo Asamoah. O ganense arriscou um voleio, mas a bola desviou em Lorenzo de Silvestri, subiu, e Sirigu pôde afastar para escanteio. O Torino só trouxe algum perigo aos 27: Iago Falqué mandou para a área, da direita, e De Silvestri cabeceou bem, fazendo com que Wojciech Szczesny precisasse ir ao canto direito para espalmar.

Enfim, coube a Bernardeschi fazer a jogada do gol, aos 34 minutos. O meio-campista italiano driblou Cristian Molinaro, cruzou rasteiro da linha de fundo, e Alex Sandro entrou na pequena área, escorando para fazer 1 a 0 no clássico.

No segundo tempo, mesmo com algumas alterações, os mandantes grenás seguiram tímidos no ataque. O único lance de ameaça do Toro foi uma finalização de Mbaye Niang, aos 18 minutos, defendida por Szczesny. Momentos depois, um destaque da Juve que voltava de lesão participou de mais jogadas. Aos 22 minutos, pouco tempo após entrar em campo, Paulo Dybala já recebeu lançamento de Bernardeschi, mas fracassou ao tentar passar por Sirigu. Aos 25, Dybala também teve chance de gol, após cruzamento de Alex Sandro, mas chutou muito acima do gol.

O Torino ainda buscou o gol aos 34, quando Iago Falqué arriscou para a defesa de Szczesny. Mas não houve mais nada que pusesse em risco a vitória que levou a Juventus de volta, momentaneamente, à liderança da Serie A, pelo menos até o resultado de Napoli x SPAL.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo