Serie A

Napoli vence a Fiorentina e segue dependendo apenas de si para chegar à Champions

Basta derrotar o Verona na última rodada para terminar a Serie A entre os quatro primeiros

O Napoli havia sido momentaneamente retirado do G4 do Campeonato Italiano pela vitória da Juventus sobre a Internazionale no último sábado, mas não sucumbiu à pressão. Na manhã deste domingo, derrotou a Fiorentina, por 2 a 0, no Artemio Franchi, e retomou as rédeas do seu destino: precisa apenas ganhar do Verona na última rodada para jogar a Champions League.

Ao mesmo tempo, a situação da Juventus ficou extremamente delicada. Dependerá de um tropeço do Napoli ou de dois do Milan, que pode se classificar ainda neste domingo, caso vença o Cagliari. Os rossoneri ainda enfrentarão a Atalanta, já com vaga garantida na próxima Champions, mas na briga pelo vice-campeonato. A Juventus fecha a campanha contra o Bologna.

O goleiro da Fiorentina, Pietro Terracciano, fez uma grande defesa em batida de Zielinski de fora da área, após boa jogada de Victor Osimhen pela esquerda. Dusan Vlahovic chegou a abrir o placar, mas estava bastante impedido, e Insigne mandou uma falta no travessão antes do intervalo.

Politano começou os trabalhos da etapa final com uma boa jogada pela direita, bem defendida por Terracciano, antes de Nikola Milenkovic dar uma chance de ouro ao Napoli. Aos nove minutos, puxou a camisa de Amir Rrahmani, dentro da área. O árbitro Rosario Abisso marcou pênalti, checando o monitor do assistente de vídeo, e Insigne perdeu. Mas, como Cristiano Ronaldo no dia anterior, marcou no rebote.

Insigne mandou mais uma na trave, e o Napoli matou o jogo, com um pouco de sorte. Osimhen virou o jogo para Insigne, que rolou para trás. Zielinski chegou batendo, a bola desviou em Lorenzo Venuti e iludiu Terracciano.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo