Serie A

O Milan puniu os erros da Atalanta e construiu uma vitória de peso em Bérgamo, apesar da reação no fim

Milan chegou a abrir três gols de vantagem na visita à Atalanta, com ótimas atuações de Theo Hernández e Maignan

A visita a Bérgamo costuma ser um compromisso indigesto na Serie A, mas o Milan lidou muito bem com o desafio e soma mais três pontos, na vice-liderança. O placar de 3 a 2 não dimensiona tão bem a segurança dos rossoneri, que abriram três gols de vantagem sobre a Atalanta, só cedendo os dois tentos dos adversários nos minutos finais. A Dea, por sua vez, não conseguiu converter a posse de bola em tantas chances assim. Mike Maignan até seria importante para o triunfo, mas também merece elogio a postura contundente dos milanistas, sobretudo pelo ótimo papel de Theo Hernández na ligação.

O Milan precisou de 28 segundos para deixar o jogo a seu favor. Num movimento muito rápido do ataque, Theo Hernández explorou o corredor com um passe para a arrancada de Davide Calabria. O lateral chutou sem tanta força, mas Juan Musso soltou a bola e o próprio Calabria anotou no rebote. A Atalanta levou um tempo para recobrar os sentidos e, quando cresceu no jogo, parou em Mike Maignan. O goleiro faria sua primeira grande defesa contra Duván Zapata e, na sobra, Fikayo Tomori também negou o gol para Ruslan Malinovskyi. Já aos 19, foram dois milagres do arqueiro. Primeiro Maignan buscou no canto uma pancada de Davide Zappacosta e, na cobrança de escanteio, conseguiu uma defesaça na cabeçada de Zapata.

Não bastasse a desvantagem no placar, a Atalanta perdeu Matteo Pessina, lesionado. Com isso, a Dea perdeu ritmo ofensivo e o Milan conseguiu se proteger melhor diante da pressão. No fim do primeiro tempo, os rossoneri consolidaram o resultado. O segundo gol surgiu aos 43, quando Sandro Tonali bateu a carteira de Remo Freuler no meio. O jovem arrancou sozinho e só teve o trabalho de superar Musso para balançar as redes. Antes do intervalo, Franck Kessié quase guardou o terceiro, num tiro ao lado da trave.

A Atalanta realizou substituições ofensivas no segundo tempo. Teun Koopmeiners entrou no lugar de Merih Demiral, antes de Josip Ilicic e Luis Muriel também saírem no banco. Porém, a posse de bola da Dea não se convertia em tantas oportunidades e o Milan até era mais perigoso em suas investidas. Musso salvou sua equipe aos 15, diante de Alexis Saelemaekers. E o terceiro viria aos 33, com participação do estreante Junior Messias. Num grande contra-ataque puxado por Theo Hernández, o brasileiro deixou a bola passar por estar impedido e Rafael Leão marcou um lindo gol, mandando a bola na gaveta.

Quando o jogo parecia resolvido para o Milan, todavia, a equipe deixou a Atalanta encostar. O primeiro gol dos nerazzurri saiu aos 41, numa bola que bateu no braço de Junior Messias e ocasionou um pênalti. Zapata converteu. Já nos acréscimos, a Dea ainda conseguiu marcar o segundo. Num contra-ataque puxado por Zapata pela direita, o colombiano fez o passe rasteiro e Mario Pasalic estava sozinho na área para concluir. Só não havia mais tempo suficiente para tentar o empate.

O Milan encerra a rodada da Serie A na segunda colocação, ainda no encalço do líder Napoli, com dois pontos a menos. Além disso, os rossoneri recuperam ultrapassam novamente a Internazionale, após ficarem atrás dos rivais por um dia. A Atalanta vive um início de temporada abaixo das expectativas e está no oitavo lugar. São 11 pontos para a Dea, a quatro da zona de classificação à Champions.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo