ItáliaSerie A

Milan conquista uma vitória importante sobre a Inter, para a tabela e para a moral

Uma vitória expressiva pode mudar o rumo de uma temporada. Sobre o rival, mais ainda. O torcedor do Milan torce para que isso aconteça depois deste domingo, quando o clube venceu a grande rival Internazionale por 3 a 0, uma diferença de gols a favor do rossonero que não acontecia desde abril de 2011, cinco anos atrás.

LEIA MAIS: A cobrança de falta de Insigne foi digna de aplausos dos torcedores do Napoli

O Milan talvez não tenha jogado para um placar tão elástico, mas conseguiu ser bastante efetivo e castigar o desperdício da Internazionale, com mais posse de bola e mais chutes a gol. Desperdício simbolizado pelo pênalti que Icardi mandou à trave, jogando fora uma excelente chance de empatar.

A penalidade máxima havia sido cometida pelo zagueiro brasileiro Alex, que ficou prestes a ir de herói a vilão em poucos minutos, porque foi ele quem abriu o placar para o Milan, aos 35 minutos do primeiro tempo, com uma bela cabeçada. No lance capital, Icardi apareceu pela direita e chutou para boa defesa de Donnarumma. No rebote, o argentino e o brasileiro dividiram a bola, e o árbitro marcou um pênalti duvidoso.

Logo em seguida, o Milan matou o jogo em dois contra-ataques precisos, ambos com a participação do jovem Niang, de 21 anos. Ele cruzou da direita para Carlos Bacca fazer 2 a 0, e quatro minutos depois, chutou duas vezes para ampliar.

Foi a primeira vez desde maio de 2012 que o clássico entre as equipes terminou com mais de dois gols marcados. Nos últimos nove encontros, houve dois empates por 1 a 1, seis vitórias por 1 a 0 (quatro para a Inter, duas para o Milan) e uma igualdade sem gols.

Para o Milan, o resultado foi excelente por vários aspectos. Reduziu a diferença para o grande rival para cinco pontos, está a seis da zona de classificação à Champions League, e adquiriu a moral para acreditar que é possível voltar às competições europeias ao derrotar a Internazionale que até outro dia brigava pelo título.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo