Serie A

Milan anuncia Mandzukic como solução de curto prazo para oferecer alternativa a Ibrahimovic

O Milan anunciou nesta terça-feira (19) a contratação de Mario Mandzukic. O atacante, de 34 anos, estava livre desde julho de 2020, quando terminou seu vínculo com o Al-Duhail, do Catar, e assinou até o fim da atual temporada, com uma opção de renovação por mais um ano, para a temporada 2021/22.

A bem da verdade, o auge de Mandzukic aconteceu já há um bom número de anos. Sua passagem pela Juventus, de julho de 2015 a janeiro de 2020, não repetiu o sucesso dos dois anos de Bayern de Munique, entre 2012 e 2014, ou mesmo a temporada em que esteve no Atlético de Madrid, em 2014/15, quando marcou 20 gols em 43 jogos. No entanto, sua contratação pelo Milan é uma oportunidade de mercado e pode ser uma solução interessante – e supostamente “acessível” financeiramente – para a pressão que hoje existe em cima de Zlatan Ibrahimovic.

Com o status que tem Ibra, os números que tem entregado e a influência do sueco no vestiário, Mandzukic não chega para fazer sombra ao colega. Em vez disso, é uma opção experiente de banco que pode tomar a dianteira quando o camisa 11 precisar de um descanso ou tiver problemas físicos, o que tem sido comum nesta temporada.

Aos 39 anos, Ibrahimovic vem de um período de aproximadamente dois meses sem poder atuar, tendo recentemente voltado à equipe. Neste intervalo, desfalcou os rossoneri em 15 encontros. Por sorte e graças também ao bom trabalho conduzido pelo técnico Stefano Pioli, o Milan conseguiu manter um certo nível de desempenho e resultados, permanecendo na ponta da Serie A, mas o time sentiu, sim, falta de uma referência no ataque, algo que Mandzukic poderia ter oferecido.

A duração do contrato mostra que o croata chega como uma solução de curto prazo, mas é interessante ver a opção de uma extensão, já que nada impede o jogador de mostrar nesta segunda metade de temporada ter ainda a capacidade de integrar um time grande e ser útil aos planos de médio prazo de Pioli.

Além disso, campeão em vários dos lugares por onde passou, acumulando títulos de Champions League, Mundial de Clubes, nove campeonatos nacionais e 12 copas domésticas, Mandzukic pode servir também como líder e referência dentro de um elenco que conta com uma importante mescla de gente experiente e vários novatos e que está, hoje, em disputa pelo Scudetto.

Mandzukic assumiu a camisa 9, que estava vaga, e provavelmente precisará de algum tempo de adaptação, já que não joga desde julho do ano passado. Quando estiver pronto, terá que mostrar rapidamente que merece a extensão do contrato.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.