Serie A

Sarri não suportou mais uma derrota à frente da Lazio

Treinador pediu demissão da Lazio após deixar a equipe na nona competição da Serie A até aqui; substitutos já são avaliados

Chegou ao fim a não vitoriosa, mas marcante era Maurizio Sarri à frente da Lazio. Após quatro derrotas consecutivas, o treinador resolveu pedir demissão do cargo na equipe de Roma nesta terça-feira (12), e não comandará mais o time para o restante da Serie A. A saída do técnico deverá ser oficializada nas próximas horas nas redes sociais do clube.

Segundo o jornal Gazzetta Dello Sport, a decisão foi tomada na noite da última segunda-feira (11), em reunião do estafe do técnico logo depois da derrota por 2 a 1 contra a Udinese. No dia seguinte, Sarri formalizou sua saída aos dirigentes e tirou seus pertences de Formello, o centro de treinamento da Lazio. O treinador estava desde 2021 à frente do time romano, e ganhou notoriedade no ano passado, em que seu time foi o vice-campeão da Serie A, perdendo o título para o Napoli.

Dificuldades em fazer o time manter o desempenho na temporada

Apesar do vice-campeonato, a Lazio não conseguiu manter o mesmo padrão de jogo e principalmente de resultados na atual temporada. O clube perdeu o sérvio Sergej Milinkovic-Savic, e suas reposições, Daichi Kamada e Matteo Guendouzi, estiveram aquém do esperado, o que ajuda a explicar a modesta 9ª posição na Serie A desta temporada. O que também motivou Sarri a largar o trabalho foi a queda para o Bayern de Munique nas oitavas de final da Champions League. Sem concorrer a nenhum título e com grande probabilidade de sequer conseguir uma vaga em torneios europeus, ele optou por largar o trabalho com ainda 10 rodadas restantes para o fim do campeonato italiano.

Ao todo, ele comandou a Lazio em 137 partidas, desde junho de 2021. Neste período, foram 65 vitórias, 30 empates e 42 derrotas. Sarri tinha contrato com a Lazio até o meio de 2025, em que ganhava 4 milhões de euros por temporada. Seu pedido de demissão já foi aceito Claudio Lotito, presidente do clube, que sendo pego de surpresa, terá de escolher um novo técnico para ao menos encerrar os jogos restantes na temporada 2023/2024.

Quem pode assumir a Lazio agora?

Segundo a imprensa local, o principal nome é Igor Tudor. O croata, que teve uma boa passagem pelo Hellas Verona, está sem clube desde que ele mesmo pediu demissão do Olympique de Marseille na temporada passada, mesmo classificando o time francês aos playoffs da Champions League. Entretanto, dificulta o fato de a temporada estar se encaminhando para o fim e ele querer um contrato mais longo, visando um planejamento a longo prazo. Em anos anteriores, ele já havia sido especulado para comandar a equipe.

Além dele, outros nomes menos experientes, mas conectados com o clube também estão em pauta. Os favoritos são Tommaso Rocchi, que atuou com a camisa laziale por 9 anos e atualmente é técnico do time sub-14, e também Miroslav Klose. Outro ídolo do clube da capital, o alemão já foi auxiliar da seleção alemã e do Bayern de Munique, e dirigiu recentemente o Rheindorf Altach, da Áustria, sem muito sucesso. Marco Parolo e Senad Lulic, que se aposentaram recentemente, também poderiam assumir o cargo de forma preventiva até a direção optar por qual caminho seguir.

Não conseguir extrair novamente o melhor do seu elenco fez Sarri optar por deixar a Lazio ainda com 10 rodadas a serem disputadas na Serie A. Sua saída vai mexer com o vestiário e já movimenta o gabinete do presidente, que precisa de forma rápida e eficiente apagar a crise dentro de seu clube. Tomar um caminho semelhante à da arquirrival Roma, que viu em Daniele De Rossi a possibilidade de extrair o melhor do seu elenco nos últimos meses com um ídolo do clube, parece ser a opção mais viável. Ou ao menos, a mais fácil dado o contexto atual.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo