Serie A

Em clássico morno, Juventus segue entediando sua torcida e fica no zero com o Torino

Com Vlahovic pouco inspirado, Juventus perdeu chances no primeiro tempo e não conseguiu assustar no segundo

Já sem chances de título na Série A, a Juventus segue entediando sua torcida. Neste sábado (13), mesmo enfrentando o Torino, a Velha Senhora fez mais uma partida sem brilho e ficou no zero a zero com seu rival local.

Durante todos os 90 minutos, o jogo foi muito mais brigado do que jogado. Os sistemas defensivos foram muito mais bem sucedidos do que os respectivos ataques e, quando as equipes conseguiram criar chances perigosas, os goleiros Milinkovic-Savic e Szczesny foram brilhantes.

Com o empate, a Juventus segue na terceira colocação com 63 pontos, cinco atrás do Milan e incríveis 19 pontos a menos que a líder Internazionale. As duas equipes de Milan ainda jogam na rodada.

Vlahovic perde (as poucas) oportunidades do 1º tempo

Aos sete minutos, após belo cruzamento de Chiesa, Vlahovic chegou batendo e acertou a trave do seu compatriota Milinkovic-Savic. Grande chance desperdiçada pelos visitantes logo no início do clássico. A Velha Senhora seguiu no comando das ações e, aos 13, Locatelli assustou novamente com finalização de fora da área.

Fazendo jus ao clima de clássico, o primeiro tempo teve clima tenso, muitas entradas ríspidas e reclamação com a arbitragem por parte de ambas as esquipes.

As duas equipes brigavam muito pela posse de bola nas intermediárias, mas não criavam muitas chances claras. O artilheiro Vlahovic, no entanto, teve sua segunda oportunidade e desperdiçou novamente. O sérvio recebeu de Gatti e, quase dentro da pequena área, bateu para ótima defesa de Milinkovic-Savic.

Antes do intervalo, o Torino conseguiu assustar Szczesny. Bellanova levantou na cabeça de Vlasic. O croata, porém, não conseguiu cabecear em cheio e a finalização saiu ao lado da meta do goleiro polonês.

Goleiros brilham no 2º tempo

A Juventus começou a etapa final levando um novo susto. Logo no minuto inicial, Bellanova brigou pela bola, que sobrou para Zapata. O colombiano fuzilou e balançou as redes. O árbitro, no entanto, anulou o gol porque viu falta de Kostic no início da jogada.

Bellanova, um dos jogadores mais incisivos em campo, seguia levando o Torino ao ataque. Ele cruzou na cabeça de Sanabria, que testou forte e obrigou Szczesny a fazer uma linda defesa, mantendo o zero no placar.

Tentando aumentar o volume ofensivo da sua equipe, Allegri promoveu as entradas de Yildz e Illing-Junior nas vagas de Kostic e Chiesa. Aos 30 minutos, o jovem turco justificou as ideias do treinador. Ele bateu colocado e foi Milinkovic-Savic, desta vez, evitou o primeiro gol da partida.

Aos 40 do segundo tempo, o Torino reclamou de um pênalti após saída estabanada de Szczesny. O árbitro apitou falta no goleiro polonês, o que gerou muita reclamação dos donos da casa. O técnico Ivan Juric foi até expulso após os protestos.

Já nos acréscimos, o Torino perderia a última chance do jogo. Após ótimo cruzamento, Lazaro subiu sozinho e testou por cima do gol. Não era tarde para a rede balançar em Turim, definitivamente.

Foto de Lucas Tomazelli

Lucas Tomazelli

Apaixonado por futebol desde as primeiras memórias de infância, Lucas é formado em jornalismo pela USP. Antes de integrar a equipe da Trivela, atuou na Jovem Pan Online, Grupo Bandeirantes de Comunicação e Yahoo Notícias Brasil.
Botão Voltar ao topo