ItáliaSerie A

Juventus Stadium teve dia de taças. Confira a festa da entrega do scudetto

Pelo quarto ano consecutivo, a Juventus não encontrou oponente verdadeiro à sua busca pelo Campeonato Italiano. Na temporada 2014/15, o título veio bem cedo. Logo ao fim da 34ª rodada, com a vitória sobre o Genoa, no início deste mês, os Bianconeri chegaram a seu 31º scudetto oficial – ou 33, se você é torcedor da Velha Senhora e sempre inclui na conta as duas conquistas de 2004/05 e 2005/06, anuladas pelo escândalo do Calciopoli. Para deixar mais especial a celebração pelo título, o clube deixou a cerimônia de entrega da taça para o último jogo da equipe em seu estádio, neste sábado, contra o Napoli.

VEJA TAMBÉM: O Dortmund proporcionou uma despedida fantástica a Klopp e Kehl

Antes da partida, os atletas desfilaram pelo Juventus Stadium com a taça da Coppa Italia, vencida contra a Lazio no meio da semana. O clima positivo influenciou os atletas em campo, que, mesmo já campeões e formando um time misto, bateram o Napoli, que precisava da vitória para seguir sonhando com vaga na Champions League. O 3 a 1, com muito boa atuação do garoto Sturaro.

Na hora de enfim entregarem o scudetto, um bom tempo após o jogo ter encerrado, a Juventus chamou todos seus jogadores, um a um, como nas tradicionais apresentações de início de temporada. Tevez, Marchisio, Pogba, Pirlo… As estrelas do time receberam as saudações pelo trabalho realizado em uma temporada marcante, que ainda pode terminar em tríplice coroa se os italianos baterem o Barça na final da Champions League. Por último, o capitão, o responsável por levantar a taça.

O carinho nas arquibancadas, que já era grande, se multiplicou diante da imagem de Buffon. Mesmo após tantos títulos – e tanto tempo depois de a conquista ter sido, de fato, garantida -, a alegria do goleiro era nítida conforme ele se aproximava de seus companheiros. Se o Barcelona é o time mais forte desta reta final de temporada, a Juve conta com o espírito de seu grupo, a confiança da torcida e a força de seus ícones para fazer uma decisão de gigantes. A cena abaixo, de adoração a Gigi Buffon, não deixa dúvidas.

[galeria_embeded]

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo