Serie A

Juventus arranca empate no apagar das luzes e se salva de derrota em casa para o Bologna

Em partida ruim, Velha Senhora sofre para conseguir o empate nos minutos finais, em um resultado decepcionante que foi impactado por expulsões no final

A Juventus arrancou um empate nos acréscimos contra o Bologna em 1 a 1 e evitou o que seria algo ainda pior, uma derrota em casa. O resultado da partida acabou sendo até melhor que a atuação, que foi muito fraca de todos os jogadores. Ninguém conseguiu jogar bem e foi por pouco que o Bologna não saiu de Turim com três pontos.

Os bianconeri poderiam aumentar a pressão sobre o Napoli, atualmente o terceiro colocado, caso vencessem o Bologna, que está no meio da tabela. O técnico Massimiliano Allegri não teve Leonardo Bonucci em plenas condições físicas, então ele ficou no banco. Federico Chiesa, Manuel Locatelli, Arthur, Weston McKennie e Kaio Jorge eram desfalques da equipe, machucados. O Bologna ainda continuava sem o seu técnico Sinisa Mihajlovic, que segue em tratamento da sua leucemia.

Foi a primeira vez que o lendário Alessandro Del Piero esteve no estádio da Juventus desde 2012, quando deixou a equipe. Ídolo da Juve, ele defendeu as cores do clube de Turim de 1993 a 2012, com 705 jogos e 290 gols com a camisa bianconera. Ele foi artilheiro da Serie A em 2007/08, da Champions League em 1997/98 e da Serie B em 2006/07, quando a Velha Senhora foi rebaixada no escândalo Calciopoli.

Riccardo Orsolini teve a chance em um erro defensivo da Juve, mas não conseguiu marcar. Do outro lado, Dusan Vlahovic tentou aproveitar um cruzamento de Álvaro Morata, mas a bola foi para fora. Paulo Dybala tentou em cobrança de falta, mas errou o alvo. Danilo também tentou de fora da área, mas a bola foi fora.

Mesmo assim, a Juventus poderia ter empatado em um cruzamento de Luca Pellegrini que passou por Morata e Adrien Rabiot não conseguiu aproveitar. Marko Arnautovic teve uma boa chance em passe de Soriano, girou sobre Mattia Di Sciglio e finalizou com perigo, mas acabou errando o alvo.

No começo do segundo tempo, porém, o gol saiu e pelo lado do Bologna. Roberto Soriano fez o passe pelo meio que encontrou Marko Arnautovic livre dentro da área. O austríaco fez o drible no goleiro Wojciech Szczesny e marcou: 1 a 0.

Com o gol, o Bologna ficou mais tranquilo em fazer um jogo conservador e se defender. Especialmente porque vinha sendo eficiente, na maior parte do tempo, e não dava muitos espaços para a Juventus. O Bologna ainda perdeu Arnautovic aos 20 minutos, porque o austríaco sentiu uma lesão nas costas e foi substituído por Musa Barrow.

O jogo só teve uma mudança nos minutos finais. Morata escapou de uma falta de Gary Medel, que fazia uma partidaça até ali, mas acabou derrubado por Adama Soumaoro. A jogada continuou e Juan Cuadrado chegou a acertar a trave. O árbitro Juan Luca Sacchi foi chamado pelo VAR, reviu a jogada e marcou falta, fora da área, com expulsão de Soumaoro. Os jogadores do Bologna ficaram inconformados e Medel reclamou acintosamente com o árbitro. Tomou o cartão amarelo e seguiu reclamando. O árbitro o expulsou.

A cobrança de falta não deu em nada para a Juventus, mas a equipe continuou pressionando. Foi só aos 49 minutos que, depois de um cruzamento, a bola sobrou para Morata no lado esquerdo, ele finalizou bonito de voleio e Vlahovic, quase em cima da linha, desviou para dar o destino certo à bola: gol da Juventus, que buscou a bola e correu para o meio, na esperança de ainda dar tempo de alguma coisa.

Foram mais dois minutos de jogo, mas a Juventus seguia desesperada, sem muita organização, cruzando bolas na área para tentar chegar ao gol. Nada disso adiantou. O resultado ficou mesmo em 1 a 1, o que decepcionou os dois times. A Juventus porque imaginava vencer em casa o Bologna e os visitantes porque estavam com a vitória até os minutos finais.

A Juventus é a quarta colocada com 63 pontos, seis à frente da Roma e três atrás do Napoli. O Bologna é o 13º, com 38 pontos.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo