Serie A

Justa homenagem: O troféu de artilheiro do Campeonato Italiano levará o nome de Paolo Rossi

Cristiano Ronaldo receberá a primeira edição do novo troféu, que trará a imagem de Paolo Rossi ao centro

A partir de agora, o prêmio oferecido ao artilheiro da temporada na Serie A renderá tributo a um dos maiores atacantes do futebol italiano: o troféu se chamará Paolo Rossi. A homenagem acontece menos de um ano depois da morte do “Bambino d’Oro”, em dezembro de 2020. A Assocalciatori, que representa os jogadores do Calcio, foi a responsável pela decisão e criou um novo troféu com a imagem de Paolo Rossi ao centro. Artilheiro da Serie A 2020/21, Cristiano Ronaldo será o primeiro a receber a honraria após as mudanças.

O novo troféu traz uma bola transparente com dois discos feitos de prata. Um desses discos é banhado a ouro e tem a imagem de Paolo Rossi ao centro, com uma fotografia de sua consagração na Copa do Mundo de 1982. O prêmio ainda receberá 29 diamantes, representando cada um dos gols de Cristiano Ronaldo na última edição do Campeonato Italiano.

A iniciativa da Assocalciatori consultou Federica Cappelletti, viúva de Paolo Rossi, que autorizou tal homenagem. O conselho diretivo do organismo também aprovou a mudança de nome. A entrega do troféu para Cristiano Ronaldo deverá acontecer durante as primeiras rodadas da próxima Serie A. Federica Cappelletti estará presente na cerimônia especial.

Paolo Rossi foi artilheiro da Serie B e da Serie A em temporadas consecutivas, quando ainda atuava pelo Vicenza. Pela Juventus, conseguiu ser goleador da Copa dos Campeões na temporada 1982/83. Seu maior feito, de qualquer maneira, foi a artilharia da Copa do Mundo de 1982, quando liderou a campanha do tricampeonato da Azzurra com seis gols. Pela Serie A, o veterano totalizou 82 gols em nove temporadas diferentes.

Vale lembrar que a ideia de homenagear um ex-jogador no prêmio de artilheiro não é inédita. Na Espanha, o chamado “Troféu Pichichi” relembra Rafael “Pichichi” Moreno, craque do Athletic Bilbao entre as décadas de 1910 e 1920. O basco faleceu em 1922, de maneira súbita aos 29 anos, por conta de um ataque de tifo, enquanto ainda era o astro dos Leones. Em 1926, Pichichi ganhou um busto em San Mamés, que costuma ser adornado com um buquê de flores pelos clubes que atuam pela primeira vez no estádio. Já a escolha do nome de Pichichi para o troféu de artilheiro aconteceu nos anos 1950, através do diário Marca.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo