Serie A

João Pedro, do Cagliari: “Temos que honrar o enorme valor da camisa do Cagliari até o fim”

Atacante brasileiro é destaque do Cagliari e apesar da derrota dolorida para a Inter, ainda acredita que é possível salvar a equipe de um rebaixamento cada vez mais próximos

O Cagliari fez um jogo duríssimo contra a líder Inter, vendendo caro a derrota por 1 a 0. Apesar do jogo para se orgulhar, o time da Sardenha continua em uma situação crítica na Serie A. Em 18º na tabela, a equipe já está a cinco pontos do Torino, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, e com o clube de Turim com um jogo a menos. Um dos principais jogadores do time, João Pedro comentou que acredita que o clube ainda pode se salvar.

João Pedro é o grande nome do Cagliari. Aos 29 anos, está no clube desde 2014, quando veio contratado do Estoril Praia por meros €1,3 milhão. Tornou-se líder e é o capitão da equipe. Nesta temporada, são 30 jogos e 13 gols marcados, além de duas assistências. É o goleador do time e já chegou a 70 gols pelo Cagliari (23 assistências) em 225 jogos. O brasileiro é o quarto na lista de maiores goleadores da história do clube, atrás do lendário Luigi Rivas (200 gols), Luigi Piras (104) e David Suazo (102).

“Sentimos muito o resultado e o Parma será o adversário no sábado, por uma partida que irá dizer tudo sobre o nosso futuro”, afirmou João Pedro. “Somos um time forte, que tem valores técnicos e humanos, há jogadores que podem fazer a diferença e cabe a nós mudar o destino que parece ter sido escrito na classificação”.

“Infelizmente, nós frequentemente sofremos gols ou perdemos jogos por causa de pequenos incidentes que nos condenam”, avaliou o brasileiro. “Depois da desvantagem, nós tentamos e demos tudo de nós, mas não foi o suficiente. Nós tivemos os líderes contra nós, um time muito forte que pune você e se defende bem”.

“Nós temos que começar do nosso desempenho, muitas palavras são frequentemente faladas, mas agora nós precisamos dar um verdadeiro sinal. Há tempo, nós ainda podemos nos salvar. Não podemos desistir, nos importamos e somos chamados e demonstrar isso na prática para as nossas pessoas”, disse ainda o camisa 10 do Cagliari.

Segundo João Pedro, os jogadores os jogadores sentem a responsabilidade que tem com seus torcedores e os cidadãos da Sardenha. “Nós temos uma forte responsabilidade com os torcedores Rossoblu. Nós estamos tentando com todas as nossas forças, não é o momento para as frases óbvias e banais se não forem apoiados pelos fatos”, disse o brasileiro. “Há oito jogos vitais para nós, nós temos que honrar o enorme valor da camisa do Cagliari até o fim”.

No sábado, 17 de abril, o Cagliari recebe o Parma para um jogo que é um confronto direto, já que os Ducali estão abaixo até do Cagliari, com 20 pontos – dois a menos que o time de João Pedro. Uma derrota seria trágica para os Rossoblu. Restam oito jogos para o fim da temporada e o tempo é um adversário para o clube da Sardenha escapar de um rebaixamento cada vez mais próximo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo