Serie A

Jérémie Boga vestirá a camisa 10 da Atalanta e aumentará o potencial ofensivo do time de Gasperini

Boga tinha realizado exames médicos na virada do ano, mas apenas nesta semana a Atalanta oficializou a contratação junto ao Sassuolo

A contratação de Jérémie Boga pela Atalanta era dada como certa há algumas semanas, desde quando realizou exames médicos na virada do ano, mas o clube parecia disposto a confirmar o negócio depois da Copa Africana de Nações. Porém, nesta segunda-feira, a Dea oficializou a transferência e apresentou seu novo ponta com a camisa nerazzurra. Boga chega do Sassuolo por empréstimo, mas com a compra definitiva estipulada para o início da próxima temporada. A Atalanta desembolsará €18 milhões pelo jogador de 25 anos, que vestirá a camisa 10 e aumentará o potencial ofensivo do time de Gian Piero Gasperini.

Filho de marfinenses, Boga nasceu em Marselha e cresceu na França, até se mudar com a família para Londres no início da adolescência. O ponta faria sua formação nas categorias de base do Chelsea, mas não ganharia chances de imediato na equipe. O marfinense passou períodos emprestado por Rennes, Granada e Birmingham City. Foi quando o Sassuolo identificou seu potencial e desembolsou €10 milhões para contratar a promessa em 2018. A esta altura, depois de acumular partidas pela seleção francesa sub-19, Boga já tinha optado pela Costa do Marfim no nível principal.

A carreira de Boga se transformou na Serie A. O ponta ainda levou um tempo para se firmar no Sassuolo, mas se tornou uma das principais figuras dos neroverdi na ótima campanha de 2019/20. O marfinense marcou 11 gols, além de contribuir com quatro assistências. Seguiria como uma figura de relevo em 2020/21, embora as lesões tenham prejudicado um pouco mais seu nível. Já a temporada atual seria a mais inconstante, até por conta de seus problemas físicos. Disputou 12 partidas pela Serie A 2021/22, com três assistências.

Até pelo sucesso na Itália, Boga virou uma figura mais importante na seleção da Costa do Marfim. O ponta fez sua estreia pela equipe nacional em 2017, mas só voltaria a ser convocado pelos Elefantes em 2021. Participou da campanha nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e disputa sua primeira edição da Copa Africana de Nações. É reserva na equipe marfinense que alcançou as oitavas de final com bom desempenho na fase de grupos.

A Atalanta parece capaz de recobrar o melhor futebol de Boga, especialmente por sua filosofia ofensiva. Pelo estilo de jogo do time, o marfinense pode ser encaixado como segundo atacante ou conferir uma opção de variação mais aberto na esquerda. Suas capacidades de chegada, de dribles e de finalização permitem que até mesmo cumpra uma função parecida com a de Papu Gómez na Dea. Pelos bons momentos pelo Sassuolo, o novo camisa 10 parece uma aposta de baixo risco dos nerazzurri. Pode garantir um novo fôlego num momento em que a equipe emenda empates na Serie A, ainda na briga por uma vaga na Champions.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo