Serie A

Goleada sobre a Udinese, com três gols de Khedira, faz a Juventus se tornar o melhor ataque da Serie A

A Juventus assumiu o posto de melhor ataque da Seria A na Itália neste domingo. A vitória por 6 a 2 sobre a Udinese, de virada, teve três gols de Sami Khedira, algo inédito na carreira do alemão. Se a defesa dos atuais hexacampeões italianos é apenas a quarta melhor, o ataque superou o envolvente Napoli com os seis gols marcados no domingo.

LEIA TAMBÉM: Melhor ataque da Serie A, Napoli tentou, mas Handanovic fez Inter sair com empate

O primeiro gol do jogo foi aos oito minutos. Stipe Perica recebeu em velocidade e finalizou para marcar 1 a 0 para a Udinese. O placar não duraria muito: aos 14, em um escanteio, o brasileiro Samir, ex-Flamengo, pressionado por Khedira, marcou gol contra e empatou o confronto.

A Juventus virou o jogo aos 20. Em um ataque rápido, Dybala virou o jogo da esquerda para a direita, na direção de Cuadrado. O colombiano olhou para a área e viu Khedira chegando na segunda trave. Cruzou na direção do alemão que, sozinho, cabeceou para marcar 2 a 1.

Seis minutos depois do gol, a Juventus ficou com um jogador a menos. Mario Manduzkic tomou cartão amarelo, reclamou com o árbitro de forma acintosa e acabou tomando o segundo e, consequentemente, o vermelho. Com isso, a Juventus jogou com 10 jogadores a maior parte do jogo.

No início do segundo tempo, logo a dois minutos, a Udinese ainda empatou o jogo com Danilo, de cabeça, subindo sozinho na defesa dos bianconeri, de forma até surpreendente. Pouco depois, aos sete, Rugani, de cabeça, completou cruzamento de Dybala na área e marcou 3 a 2 para a Juventus.

A bola parada era mesmo um problema para a Udinese. Aos 13 minutos, Dybala novamente levantou para Rugani cabecear, só que desta vez o zagueiro ajeitou para o meio e Khedira completou para marcar 4 a 2.

Aos 41 minutos, Higuaín, fora da área, tocou para Khedira, que avançou, sem marcação, olhou para a área e, sem ninguém para tocar, ele encheu o pé: 5 a 2. Completou o chamado hat-trick, a primeira vez na sua carreira que ele marca três gols.

Por fim, em um ataque pela esquerda com Alex Sandro, o lateral brasileiro tocou para o meio onde estava Pjanic. O bósnio chutou de longe e acertou o alvo, marcando 6 a 2 e fechando o placar na cidade de Udine.

Fazer gols na Juventus tem sido muito difícil nos últimos anos, com o time alvinegro de Turim ostentando uma das melhores defesas do mundo. Esta temporada, o time parece sofrer um pouco mais de irregularidade no setor, o que alguns atribuem à saída de Leonardo Bonucci.

A curiosidade é que o time, com os dois gols sofridos da Udinese, alcançou a marca de nove gols contra a sua meta na Serie A. É a quarta defesa menos vazada, já que Napoli, Inter e Roma sofreram apenas cinco gols, e ainda empatada com Sampdoria e Bologna. Com os seis gols marcados, o time assumiu a posição de melhor ataque da Serie A com 27 gols, um a mais que o Napoli, que ficou no 0 a 0 com a Inter no sábado.

A vitória leva a Juventus a 22 pontos na tabela, um atrás da Inter e a três do Napoli, líder. A Lazio, que também venceu, é outra equipe com 22 pontos, completando os quatro primeiros colocados, posições que levam à próxima Champions League.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo