Serie A

Só vale golaço: Napoli bate Monza de virada e segue na briga pelo mínimo

Após 1º tempo pouco inspirado, Napoli muda postura na etapa complementar e conquista três pontos importantes na corrida por vaga em competição europeia

Presidente falastrão, trocas de técnico sem sentido, desrespeito a Osimhen, derrotas inesperadas e irregularidade em campo. A temporada do Napoli é, de longe, uma das mais decepcionantes do futebol europeu. Após interromper seca de 33 anos e vencer o título italiano em 2022/23, os Azzurri cometeram sucessivos erros de planejamento e acabaram pagando o preço dentro das quatro linhas. Neste domingo (7), ao menos, o clube napolitano conseguiu uma boa vitória diante do Monza, em jogo válido pela 31ª rodada da Série A. Sem chances de título, o objetivo da equipe comandada por Francesco Calzona é alcançar vaga em alguma competição europeia e tentar encerrar 2023/24 da maneira mais digna possível.

Depois de um 1º tempo pouco inspirado, no qual saiu perdendo, o Napoli voltou melhor do intervalo e conseguiu virada importante na etapa complementar. Em um verdadeiro festival de golaços, os atuais campeões bateram o Monza por 4 a 2 no Estádio Brianteo e se mantiveram na sétima colocação da Série A. Já os Brianzoli seguem estacionados nos 42 pontos, em 11º lugar.

Napoli abusa de posse de bola estéril e é punido por isso

Sem vencer há quatro partidas, o Napoli entrou em campo pressionado pela vitória. Por isso, mesmo atuando longe de seus domínios, buscou ditar o ritmo do jogo. Desde o pontapé inicial, o atual campeão italiano controlou a posse de bola, efetuou triangulações e encurralou o Monza que, por sua vez, adotou postura defensiva e conservadora. Todavia, a sorte dos napolitanos é tanta (só que não) que, logo na primeira investida da equipe da casa, o gol saiu. Aos nove minutos, Zerbin recebeu lançamento no lado direito, enxergou bem a penetração de Milan Đurić na área napolitana e cruzou. O experiente atacante bósnio antecipou à marcação de Juan Jesus, conseguiu desvio mortal de cabeça e matou Alex Meret.

O gol do Monza escancarou a configuração do jogo. Precisando correr atrás do prejuízo, o Napoli adiantou as linhas e se expôs ainda mais. Apesar da dominância no volume ofensivo, os napolitanos pecavam no terço final de campo. Faltava caprichar no último passe e testar o goleiro Michele Di Gregorio, que praticamente não trabalhou durante a etapa inicial. De chance mesmo, a equipe visitante teve duas: finalização de Di Lorenzo por cima da meta e chute de Kvaratskhelia defendido pelo arqueiro. Em resumo, muito apetite e pouca objetividade – tônica do atual campeão do Calcio na temporada.

Napoli volta inspirado do intervalo e vira para cima do Monza

Concluir as jogadas e ameaçar o gol de Di Gregorio: essa era a missão do Napoli na etapa complementar. Em um primeiro momento, ela não foi cumprida. A postura napolitana seguiu a mesma, com posse de bola no campo de ataque e pouca inventividade. Até que aos nove minutos, Osimhen mudou isso. Anguissa descolou cruzamento preciso na direção do atacante nigeriano, que subiu no terceiro andar, superou a marcação de Izzo e testou consciente para estufar as redes. A partir daí, tudo mudou. Atordoado, o Monza mal deu a saída e levou a virada. Em seu primeiro toque na bola, Politano acertou um chute de rara felicidade, no ângulo de Di Gregorio, que nada pôde fazer: 2 a 1.

E o festival de golaços continuou. Praticamente no lance seguinte, o Napoli aumentou a contagem. Também de fora da área, Zieliński enviou um míssil, colocado, e tranquilizou o jogo para os visitantes. Ou não… Faltou combinar isso com Andrea Colpani. O jovem e talentoso meio-campista italiano se aproveitou de uma marcação frouxa dos napolitanos, pedalou para cima de Juan Jesus e venceu Meret com um arremate venenoso, diminuindo o prejuízo dos donos da casa.

Não dava tempo de piscar. A estrela do técnico Francesco Calzona brilhou novamente e o Napoli fez seu quarto gol aos 23′. Assim como Politano, Raspadori, que havia acabado de entrar em campo, foi às redes logo em sua primeira ação ofensiva. O atacante de 24 anos viu Di Gregorio espalmar chute de Di Lorenzo e, no rebote, deu números finais ao insano duelo em Monza.

Estatísticas de Monza 2 x 4 Napoli – Série A 2023/24

  • Posse de bola: 38% x 62%
  • Faltas: 10 x 8
  • Finalizações: 6 x 19
  • Finalizações no gol: 2 x 8

Próximos jogos do Napoli

  • Napoli x Frosinone – Série A – 14/04
  • Empoli x Napoli – Série A – 20/04
  • Napoli x Roma – Série A – 28/04
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo