A ruptura de Papu Gómez, principal jogador da Atalanta, com o técnico Gian Piero Gasperini é uma das grandes histórias da atual temporada da Serie A. Tudo começou há cerca de um mês, com uma confusão durante a partida de Champions League contra o Midtjylland, e parece só piorar. No sábado (9), Gasperini explicou com mais detalhes a situação a partir de seu ponto de vista, e Gómez respondeu prontamente em seu Instagram.

Após a vitória por 4 a 1 sobre o Benevento, aumentando para sete jogos a sequência invicta na Serie A e consolidando a reação em meio a uma temporada atribulada, Gasperini explicou que sua equipe precisava de uma mudança e indicou que Papu Gómez não estava disposto a seguir as instruções e também a ajudar na marcação nos momentos sem bola.

“Foi uma escolha ditada por outros fatores. A decisão (de tirar Gómez) foi feita porque eu preciso encontrar um tipo diferente de time. Estávamos tendo dificuldades naquele momento, e o Gómez não estava se adaptando às mudanças, estava sofrendo no meio de campo, enquanto o Remo Freuler ajuda muito mais. Fizemos mudanças em outras temporadas também, mas, na época, as mudanças foram mais aceitas do que agora”, afirmou o técnico.

Em resposta às declarações de Gasperini, Gómez publicou diferentes vídeos em seu Instagram com lances de temporadas passadas em que aparece voltando para marcar e ajudar seus companheiros de meio de campo.

O desentendimento entre os dois começou em 1º de dezembro, quando a empatou em 1 a 1 com o Midtjylland pela Champions League. Naquele duelo, Gasperini havia ordenado que Gómez permanecesse no lado direito do campo, mas o jogador se recusou, com um sonoro “não” ouvido mesmo na transmissão. Após o intervalo, o argentino não voltou para o segundo tempo.

Na sequência, Gómez ficou de fora do elenco que iria enfrentar a Udinese (jogo que acabou adiado por uma forte chuva que alagou o gramado), e Gasperini afirmava à época que sua exclusão do grupo era uma simples rotação de elenco. Papu Gómez reapareceu depois para enfrentar o Ajax, em 9 de dezembro.

Dali em diante, ficou no banco contra a Fiorentina, atuou por 37 minutos contra a Juventus e tem estado afastado do grupo há cinco jogos.

Embora Papu Gómez pareça ter se entendido com o presidente da Atalanta, Antonio Percassi, a ruptura com Gasperini parece irreversível, e a imprensa italiana dá como quase certa a saída do meia da Dea ainda em janeiro. Inter, Juventus e Milan estariam monitorando a situação, interessados em contratar o principal destaque individual dos anos de ascensão da Atalanta, mas nenhum acordo foi alcançado até agora.