Serie A

Fiorentina irá rebatizar centro de treinamentos em homenagem a Astori

Entre as muitas homenagens a Davide Astori feitas pela Fiorentina, uma das mais notáveis acabou anunciada neste domingo, após o compromisso do clube pela Serie A – derrotando o Torino fora de casa por 2 a 1, com um gol aos 49 do segundo tempo, e emendando a terceira vitória consecutiva na competição. O presidente executivo da Viola, Mario Cognini, confirmou que o centro de treinamentos do clube será rebatizado para levar o nome do capitão, falecido há duas semanas, ao sofrer uma parada cardíaca enquanto se concentrava para o jogo contra a Udinese.

“As últimas semanas têm sido particularmente difíceis e eu quero agradecer a todos pelas demonstrações de afeto e compreensão que nós recebemos durante este período doloroso. Há um senso de unidade criado dentro do mundo do esporte por aqueles que compartilharam os valores de Davide e que tiveram a sorte de conhecê-lo. Nós queremos dedicar nosso CT a Astori, porque era sua casa. Ele passava seu tempo por lá até mesmo com sua família. Não será mais chamado Campini, e sim Centro Sportivo Davide Astori”, declarou Cognini.

Além disso, o dirigente afirmou que outras atitudes serão tomadas neste sentido, indicando também que a Fiorentina segue em contato constante com a família do capitão: “Essa é apenas a primeira iniciativa que estamos tomando para assegurar que iremos sentir a presença desta pessoa especial perto da gente todos os dias. Estamos discutindo as melhores maneiras de fazer isso com sua família e a prefeitura de Florença”.

Entre os muitos elogios feitos a Astori, está a sua dedicação especial aos treinamentos. Segundo companheiros, o zagueiro era daqueles que tratava cada atividade com uma seriedade imensa e profissionalismo, bem como motivava seus colegas a irem além na preparação. O senso de unidade e a liderança estavam entre suas grandes virtudes. “Ele era um ponto de referência para todo o time. Parecia pronto para se tornar um grande técnico ou um diretor esportivo. Ele foi o primeiro a acreditar na reconstrução do clube e sempre sentiremos sua falta. Era um capitão de verdade”, afirmou o presidente da Viola, Andrea della Valle, dias atrás.

Além disso, Gianluigi Buffon apontou que a memória do amigo é um dos motivos que explicam seu retorno à seleção italiana neste mês de março, para a próxima Data Fifa: “Sou uma pessoa consciente, que sente um grande senso de responsabilidade. Isso é suficiente para explicar minha presença. Além disso, sempre fui um elemento unificador no elenco da Nazionale e gostaria que minha presença seja vista desta maneira. Os jovens irão crescer e terão sua chance amanhã. Davide é outra razão pela qual estou aqui. Queria responder a este chamado por ele”.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo