Serie A

Em outra atuação morna, a Roma dependeu de uma suada virada nos minutos finais para superar o Verona

A Roma teve um jogador a mais desde o primeiro tempo, mas só resolveu a parada depois dos 43 do segundo tempo

A Roma faz um início de temporada no qual a qualidade do futebol apresentado não corresponde à badalação criada ao redor do clube pelo mercado de transferências. Ainda assim, os resultados saem e os giallorossi aparecem na zona de classificação à Champions League. Depois da derrota para o Napoli na rodada anterior, a Loba se recuperou com os 3 a 1 sobre o Verona. Entretanto, o time de José Mourinho suou bastante no Estádio Marcantonio Bentegodi e apenas nos minutos finais resolveu a situação, mesmo com um jogador a mais desde o primeiro tempo. Para piorar, Nicolò Zaniolo saiu lesionado – mas o garoto Cristian Volpato, da base, foi salvador.

O Verona já dava alguns sustos no início da partida, quando a Roma perdeu uma chance de ouro para abrir o placar aos 19. Tammy Abraham driblou o goleiro Lorenzo Montipò e ficou com a meta escancarada, mas desperdiçou a chance ao acertar a trave. Pouco depois, o centroavante ainda furou uma cabeçada na linha da pequena área. Os erros custaram caro, com o primeiro gol do Verona aos 27 minutos. Após uma cobrança de escanteio, Davide Faraoni chutou de longe sem qualidade e Pawel Dawidowicz apareceu no meio do caminho para desviar às redes.

O próprio Dawidowicz atrapalhou as pretensões do Verona na sequência, ao ser expulso com 36 minutos, por acertar Zaniolo numa disputa pelo alto. Assim, o empate da Roma surgiu nos acréscimos, quando o domínio da equipe era ligeiramente maior. Melhor da equipe na noite, Mady Camara entregou para Abraham e o atacante carimbou a trave, mas Zaniolo estava atento para fazer no rebote. Quando se imaginava que a Loba viraria rapidamente no segundo tempo, porém, a equipe deixou a desejar. O domínio dos giallorossi era estéril e a equipe tinha dificuldades para criar chances. A lesão de Zaniolo ainda complicava um pouco mais.

Só nos dez minutos finais a pressão da Roma se tornou maior. Nemanja Matic cabeceou uma bola no travessão aos 37, após escanteio. E o veterano teve grande participação no segundo gol, aos 44. Matic fez uma jogada de ponta na linha de fundo, deixando o marcador no chão. Passou para a entrada da área, onde Cristian Volpato, garoto de 18 anos que substituiu Zaniolo, chutou de primeira e mandou uma bola mansa no cantinho. O alívio era tremendo, graças a um prata da casa. Já nos acréscimos, a Loba fechou a conta. Volpato puxou o contra-ataque e entregou para Stephan El Shaarawy, que deu um balão em Montipò antes de bater às redes vazias.

A Roma chega aos 25 pontos na Serie A e assume a quarta colocação. A Loba está sete pontos atrás do líder Napoli, mas com dois pontos a menos que a Atalanta e agora encostou um ponto atrás do Milan. Quem ficou para trás foi a Lazio, algo importante, já que o clássico no Estádio Olímpico acontece no próximo domingo. O Verona, enquanto isso, permanece em situação muito preocupante. Os gialloblù têm apenas cinco pontos, na vice-lanterna, e perderam seus últimos sete jogos.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo