Serie A

Di Maria: “O futebol italiano é geralmente muito difícil”

Autor de um dos gols da Juventus na vitória sobre o Spezia, Di Maria comemorou o gol e o bom resultado para a Juve, que agora mira a classificação na Liga Europa

A Juventus conseguiu uma vitória apertada neste domingo diante do Spezia por 2 a 0, com Ángel Di Maria marcando um dos gols. Mesmo sem apresentar um grande futebol, a Velha Senhora conseguiu vencer e agora pode pensar no jogo da próxima quinta-feira, pela Liga Europa. O argentino falou depois do jogo sobre a alegria em marcar um dos gols do time e disse que o time vai para a França para buscar a classificação diante do Nantes.

“Quero ajudar o time, seja começando o jogo ou vindo do banco. Estou muito feliz que fiz o gol, depois de dar assistência para Rabiot no jogo contra o Nantes, queria fazer o meu gol também”, afirmou o argentino em entrevista à DAZN, após o jogo.

“Acho que às vezes é difícil e ficamos um pouco cansados de jogarmos tantos jogos e o futebol italiano é geralmente muito difícil, especialmente se você fica aberto ao contra-ataque. Tentamos manter a cabeça erguida e continuar a melhorar”, continuou o jogador.

A Juventus tem um jogo difícil contra o Nantes, na França, na próxima quinta-feira, pela Liga Europa. Depois de ficar no empate por 1 a 1 em casa, os italianos precisarão vencer na casa do adversário para se classificarem no tempo normal. “Queremos nos classificar, merecemos um resultado melhor no jogo de ida e estamos dando o nosso melhor para avançarmos”.

Com a punição que tirou 15 pontos da Juventus, o time precisa dar importância à Liga Europa, porque pode ser o único caminho para chegar à Champions League, já que ficar entre os quatro primeiros está cada vez mais difícil.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo