Serie A

Depois de duas derrotas, outra decepção: Milan fica no empate diante da Udinese em San Siro

O Milan voltou a decepcionar no Campeonato Italiano, depois de empatar em casa com a Udinese nesta terça-feira. O empate por 1 a 1 em San Siro leva o time a 52 pontos e seguirá atrás da rival Internazionale, que ainda joga na rodada. Os rossoneri tentaram muito, mas não conseguiram vencer a defesa do time de Udine, exceto por um gol de Krzysztof Piatek.

[foo_related_posts]

Depois de duas derrotas consecutivas, o técnico do Milan, Gennaro Gattuso, mudou o esquema tático. Foi um 4-3-1-2, com dois centroavantes, Piatek e Patrick Cutrone. Atrás deles, Lucas Paquetá foi o responsável pela criação de jogadas. Na Udinese, o técnico Igor Tudor conseguiu uma boa vitória na sua estreia no fim de semana diante do Genoa, 2 a 0, e vinha empolgado.

Foram os rubro-negros de Milão que chegaram com perigo pela primeira vez. Em uma jogada de Piatek, Cutrone finalizou, mas não conseguiu marcar o gol e mandou fora. Depois, o Milan sofreu um contra-ataque que obrigou Gianluigi Donnarumma a sair do gol e acabar se lesionando ao se antecipar a Kevin Lasagna, logo a 12 minutos de partida. Entrou Pepe Reina no lugar do jovem goleiro. O Milan voltou à carga com PIatek, que passou para Cutrone e o atacante não conseguiu alcançar. Depois, Paquetá finalizou de fora da área e levou algum perigo.

Paquetá era justamente um dos jogadores mais participativos do jogo, criando chances para o Milan. Em uma delas, achou uma bela bola pelo alto para Cutrone, que dominou, girou e acabou travado. Só que o brasileiro acabou tendo que ser substituído depois de uma entrada dura de Valon Behrami. Deu lugar a Sami Castillejo, ainda no primeiro tempo. Duas alterações no time por lesão ainda na primeira etapa.

Ainda no primeiro tempo, porém, o Milan conseguiu abrir o placar. Ricardo Rodríguez cruzou da esquerda, com o pé direito, Piatek finalizou à queima-roupa, o goleiro defendeu, mas no rebote o próprio Piatek marcou: 1 a 0, aos 43 minutos. Foi o placar do primeiro tempo. O Milan tentava o segundo gol no segundo tempo, só que tomou um gol em contra-ataque.

Aos 23 minutos, em um escanteio para o Milan, a Udinese recuperou a bola, avançou e, em um passe longo, já estava na grande área com Seko Fofana, que rolou para o meio. O centroavante Kevin Lasagna dominou e chutou rapidamente, empatando o jogo: 1 a 1. A partir daí, o jogo teve um jogador que apareceu muito para segurar a bola e gastar o tempo: o argentino Rodrigo De Paul, camisa 10 e capitão da Udinese, que foi quem melhor fez isso.

Tentando pressionar no ataque, o Milan levava perigo em bolas paradas, mas tinha dificuldades em criar chances reais de gol. E quase sofreu o segundo, com Sebastien De Maio, depois de cobrança de falta de Rodrigo De Paul. Depois, Lasagna ainda teve outra chance em uma bola passada por Stefano Okaka.

No fim, empate por 1 a 1 e o Milan desperdiça a chance de ganhar mais dois pontos na tabela. A Udinese, por sua vez, fica com 29 pontos, em 15º na tabela. E na próxima rodada o Milan tem um desafio gigantesco: vai até Turim enfrentar a líder Juventus, no sábado.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo