ItáliaSerie A

Dá para confiar? Milan impõe uma vitória inapelável sobre a Lazio dentro do Olímpico

Três vitórias em três rodadas consecutivas. Depois do início errante na Serie A, o Milan começa a afastar a pressão e entrar nos rumos. E, neste domingo, conquistou uma vitória com peso suficiente para impulsionar a ascensão. Depois de cumprir o que se espera, por sua força financeira e sua tradição, contra Chievo e Sassuolo, o time de Sinisa Mihajlovic surpreendeu positivamente ao derrotar a Lazio dentro do Estádio Olímpico. Até pela maneira que veio o triunfo, com os rossoneri registrando um imponente placar de 3 a 1, no qual tomaram um gol apenas nos minutos finais. Já deixa o time na sexta posição, a quatro pontos da zona de classificação à Champions, em uma Serie A bastante aberta.

Não era um desafio simples para o Milan. A Lazio tinha vencido todos os oito jogos que fizera em casa nesta temporada, sofrendo apenas um gol. Entretanto, os rossoneri foram bem mais efetivos no ataque. Por mais que os biancocelesti tivessem mais volume de jogo, não tinham a mesma agressividade dos visitantes, que exploravam os contragolpes. E o primeiro gol saiu aos 24 minutos, em chute de Cerci que Marchetti rebateu para frente e Bertolacci aproveitou. Antes do intervalo, Cerci ainda carimbou a trave, desperdiçando a chance de anotar o seu.

O domínio do Milan se confirmou logo no início do segundo tempo, aos sete minutos, em falta cobrada por Bonaventura que Mexès (pouco depois de substituir Alex, desacordado após um choque de cabeça) desviou para as redes. A desvantagem impulsionou a Lazio para o ataque, com a defesa milanista se safando e o jovem goleiro Donnarumma, de 16 anos, realizando grande defesa. Porém, o desespero dos laziali também davam mais espaços para os rápidos contra-ataques do Milan. Em uma dessas chances, Bonaventura lançou Carlos Bacca, que decretou a vitória aos 33. Pouco depois Kishna ainda descontou, mas era tarde para qualquer reação dos biancocelesti.

A contundência do Milan no Estádio Olímpico se combinou com o descompasso da Lazio, acabando no resultado inapelável. Obviamente, os rossoneri ainda têm muito a evoluir e, por enquanto, esta vitória aparece mais como um ponto fora da curva. Mas a sequência a favor depõe ao lado de Mihajlovic. Há qualidade no elenco, ainda que menos abundante em boa parte dos concorrentes. Por isso, acima das individualidades, é preciso montar um coletivo forte para chegar longe. Algo que segue em processo no San Siro.

A Serie A de 2015/16 já está sendo uma das melhores dos últimos anos, pela maneira como a disputa se dá. Nesta altura, é impossível apontar um favorito ao título. Fiorentina, Internazionale, Roma e Napoli ocupam o topo da tabela, mas Milan e Lazio ainda estão em uma distância que podem buscar o prejuízo. E não dá nem para duvidar da Juventus, considerando que os bianconeri contam com o time mais cru de todos eles e que tem bala na agulha para contratar nomes de peso em janeiro. O cenário aberto mantém a esperança de todos. E de vitórias como esta que o Milan precisa para recobrar seu espaço.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo